Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Mauricio Souza é demitido do Minas após postagens homofóbicas

"O que deixarei para meus filhos e netos é o que conta no final", disse o atleta sobre desligamento

Por Redação VEJA São Paulo 27 out 2021, 17h03

Mauricio Souza foi desligado do Minas Tênis Clube nesta quarta-feira (27). O clube confirmou que rescindiu o contrato com o atleta após a repercussão de postagens com teor homofóbico feitas por ele.

O jogador havia sido afastado das atividades na última terça (26), além de ter sido multado. A decisão aconteceu após patrocinadores pressionarem o clube por uma punição em relação às falas.

Os patrocinadores queriam que Mauricio apagasse as postagens e pedisse desculpas. Ele usou uma rede social para fazer sua retratação, mas a conta escolhida tinha número de seguidores bem menor. O clube usou suas próprias redes para dar visibilidade ao pedido de desculpas, mas uma das patrocinadoras não teria ficado satisfeita.

Nesta quarta-feira, o jogador postou um vídeo, na mesma rede social que realizou as postagens. O atleta pediu desculpas “a quem se sentiu ofendido” e disse que “seguirá defendendo o que acredita”. O vídeo não caiu bem nem com os patrocinadores nem com o clube.

“Não sou mais jogar do minas! Agradeço aos meus companheiros, comissão técnica, meu Fisio ao meu diretor, presidência e sócios por tudo! Sigo meu caminho plantando o que acredito, meu legado continua! O que deixarei para meus filhos e netos é o que conta no final”, disse ele sobre o episódio. 

Continua após a publicidade

Publicidade