Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Lula declara apoio a Guilherme Boulos: “Restabelecer a democracia”

Além do ex-presidente, outras figuras do PT e a própria legenda se manifestaram a favor do candidato do PSOL

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 17 nov 2020, 14h38 - Publicado em 17 nov 2020, 14h37

O ex-presidente Lula pediu votos a Guilherme Boulos (PSOL) para o segundo turno das eleições municipais de São Paulo. A declaração foi feita pelo Twitter nesta terça-feira (17). Antes dele, o PT já havia manifestado apoio ao candidato que enfrenta Bruno Covas (PSDB).

“Todos os eleitores e eleitoras que votam no PT, todos os eleitores que são de esquerda, todos os eleitores progressistas, todos que querem restabelecer a democracia no Brasil, tem agora o compromisso histórico de votar no companheiro @GuilhermeBoulos para prefeito de São Paulo”, escreveu Lula em suas redes sociais.

Antes do ex-presidente, Fernando Haddad (PT), ex-prefeito da cidade de São Paulo, também manifestou apoio a Boulos. “Progressistas, ninguém arreda o pé de São Paulo até a vitória de @GuilhermeBoulos e a derrota dos tucanos. Vamos à luta”, escreveu em seu twitter.

Continua após a publicidade

Jilmar Tatto, candidato do PT à prefeitura da capital neste ano, foi mais uma figura da legenda que manifestou apoio, logo após o fim do primeiro turno. “Acabei de ligar para @GuilhermeBoulos, a quem tenho como um irmão mais novo. Desejei sorte e disse que ele pode contar comigo e com a nossa valente militância para virar o jogo em São Paulo”, publicou em sua redes.

Em nota, o PT afirmou que “é necessário derrotar o projeto neoliberal representado por Bruno Covas, João Doria (PSDB) e Bolsonaro, motivo pelo qual o PT paulistano entende a importância de eleger Guilherme Boulos prefeito”.

+Assine a Vejinha a partir de 5,90

Continua após a publicidade
Publicidade