Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Homem negro é imobilizado com mata-leão em estação do metrô

Ação ocorreu após ele cuspir no rosto de um segurança

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 21 out 2021, 12h34 - Publicado em 21 out 2021, 12h33

Um homem negro foi imobilizado com um mataleão dentro do Metrô de São Paulo após cuspir no rosto de um segurança. O caso aconteceu na estação Anhangabaú, Linha 3-Vermelha, e foi gravado por uma testemunha.

No vídeo, o passageiro aparece cuspindo e depois é detido com uso de força excessiva. Um dos seguranças derruba o homem com o golpe e depois o algema. Flávia Alves, que gravou a ação, pediu para ele não resistir enquanto a criança que estava com o homem em um carrinho chorava.

Na sequência do vídeo, com o homem sentado no chão após ser detido, uma outra pessoa aparece acusando e afirmando que os seguranças teriam feito a agressão primeiro. “Primeiro você agride o cara e depois pede para ele ficar ‘de boa’. Como é que fica ‘de boa’? Você agrediu ele”.

View this post on Instagram

A post shared by Flávia Alves (@miss_flaviaf)

Flávia relatou em seu perfil no Instagram o que ela presenciou na estação. “Quando eu cheguei eles estavam discutindo por causa de uma abordagem agressiva que aquele pai havia presenciado! O policial que deu o mata-leão resolveu agredir ele verbalmente por causa da máscara que estava usando. Durante a discussão ele já estava reclamando do carrinho do filho dele ter sido empurrado, e o fato do bebê cair de cara no chão. Ele estava indo em direção a escada para ir embora, mas com diversos empurrões, um deles ele quase rolou escada abaixo com o bebê”.

Continua após a publicidade

“Foi quando ele reagiu e cuspiu”, complementa. “Ele tentou morder o policial para impedir que o carrinho do filho caísse novamente, isso só não aconteceu porque eu segurei. A criança entrou em desespero! Fiquei lá, conversei, dei mamadeira até a mãe da criança ou algum familiar chegasse. Infelizmente, chamaram reforços e dez contra um não me parece justo. Outro homem gravou mas ele também foi agredido, imobilizado para fora do metrô. Também precisei parar de gravar porque comecei a ser destratada e intimidada. E que fique claro que nenhum cuspe justifica um mata-leão”.

Segundo o Metrô de São Paulo, o homem detido deu mordidas e cusparadas nos seguranças. No entanto, a companhia afirmou que irá afastar os funcionários responsáveis pela abordagem para apurar os fatos. Também foi alegado que o conflito aconteceu durante uma ação de combate ao comércio ilegal. O homem que aparece no vídeo teria tentado impedir que os seguranças abordassem um vendedor ambulante.

“Neste caso específico, o infrator causou um tumulto ao tentar impedir uma ação de fiscalização contra o comércio irregular na estação Anhangabaú. Após agredir os funcionários com mordidas e cusparadas, fato confirmado pelo mesmo no DP, precisou ser imobilizado para a segurança de todos e encaminhado à Delegacia do Metropolitano, onde foi registrado boletim de ocorrência”, diz a companhia.

+Assine a Vejinha a partir de 12,90.

Continua após a publicidade

Publicidade