Clique e assine por apenas 6,90/mês

Governo assina contrato para conclusão da linha 17-Ouro

Em meio a atrasos e problemas com antigo consórcio, obras já duram oito anos

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 14 Feb 2020, 15h45 - Publicado em 14 Jan 2020, 16h34

O governo de São Paulo assinou contrato para a retomada das obras da linha 17-Ouro do Metrô. O monotrilho, que começou a ser implementado em 2011, deve ligar a estação Morumbi até o aeroporto de Congonhas, em um trajeto de 7,7 quilômetros de extensão, em oito estações, com conexão com a linha 5-Lilás do metrô.

A Constran foi a empresa que venceu a licitação, com uma proposta de 494,8 milhões de reais para a conclusão; cerca de 86% do trajeto está concluído. Antes as obras eram de responsabilidade do Consórcio Monotrilho Integração, que teve o contrato rescindido em 2019 após atrasos nos prazos de entrega.

A empresa também deverá cuidar do acabamento do pátio de trens Água Espraiada e das estações Aeroporto de Congonhas, Jardim Aeroporto, Brooklin Paulista, Vereador José Diniz, Campo Belo, Vila Cordeiro e Chucri Zaidan.

+ OUÇA O PODCAST #SPsonha

Continua após a publicidade

 

 

Publicidade