Clique e assine por apenas 6,90/mês

Polícia encontra furto de água em gráfica de líder da Igreja Mundial

Funcionários da Sabesp desconfiaram da fraude e fizeram a denúncia contra a empresa de Valdemiro Santiago

Por VEJA SÂO PAULO - Atualizado em 1 jun 2017, 17h06 - Publicado em 29 jan 2015, 08h56

 

Policiais civis encontraram um esquema de furto de água em uma gráfica no Brás, no centro, que pertence ao líder religioso da Igreja Mundial do Poder de Deus, Valdemiro Santiago. A fraude foi descoberta pela Sabesp, que fez a denúncia para a polícia. O administrador da empresa, Jorge Alves Lisboa, de 47 anos, foi preso em flagrante. Entretanto, deixou a delegacia após o pagamento da fiança.

+ Entenda o acidente de carro na Avenida Pedroso de Morais, em Pinheiros

A gráfica gastava com o esquema apenas a cota mínima para o fornecimento do serviço, que é de 71,94 reais. Entretanto, cálculos fornecidos por fiscais da distribuidora para a polícia estimam que o valor da conta deveria ser superior a 3 000 reais, já que o local possui cerca de 100 funcionários e utiliza uma grande quantidade de recursos hídricos no serviço.

grafica-valdemiro-santiago
grafica-valdemiro-santiago

Com a presença dos policiais, a equipe da Sabesp encontrou a ligação clandestina. No esquema, tubulações de grossa espessura permitiam a coleta da água sem passar pelo hidrômetro, que é o equipamento de medição.

+ “Foi um choque saber a verdade”, diz MC Gui sobre a morte do irmão

O administrador do local disse que desconhecia a fraude. Agora, a polícia investigará a suposta responsabilidade de Valdemiro Santiago no esquema.

+ Agente da GCM é assassinada na frente dos filhos

Procurados para falar sobre o caso, os responsáveis pela gráfica não foram encontrados até o momento.

Continua após a publicidade
Publicidade