Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Fiscalização acaba com festa ilegal com multidão na Mooca

Foram realizadas ainda 994 dispersões, mais de 12 mil veículos foram vistoriados e 14 pessoas foram presas durante o fim de semana

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 7 jun 2021, 12h43 - Publicado em 6 jun 2021, 17h39

O Comitê de Blitze encerrou uma festa clandestina na Mooca, Zona Leste da capital, com 235 pessoas. Entre os participantes do evento, 68 não utilizavam máscaras de proteção facial. A ação foi realizada pelo Grupo Armado de Repressão a Roubos (Garra), do Departamento de Operações Especiais de Polícia (Dope), em conjunto com a Vigilância Sanitária do Estado, Procon-SP e órgãos fiscalizadores do município.

Polícia acaba com festa clandestina na Mooca
Polícia acaba com festa clandestina na Mooca Governo de São Paulo/Veja SP

Entre a noite de sábado e a madrugada deste domingo (6), as equipes autuaram cinco estabelecimentos comerciais na capital, localizados nos bairros da Liberdade, Aclimação, Jardim Paulista, Bela Vista, Consolação e Parque da Mooca. No total, a Polícia Militar apoiou 11 ações da Vigilância Sanitária, Procon e município, diz o governo estadual em nota. Foram realizadas 994 dispersões, mais de 12 mil veículos foram vistoriados e 14 pessoas foram presas.

  • + Secretário municipal de SP prevê pico de Covid-19 nas próximas semanas

    Publicidade