Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Estado teve um celular roubado a cada três minutos neste ano

Mesmo com operação Sufoco, foram levados 15 000 aparelhos em maio; governo diz que houve redução de 20% e comemora índice

Por Redação VEJA São Paulo 29 jun 2022, 18h57

Dados divulgados pelo próprio governo estadual nesta quarta-feira (29) indicam que durante o mês de maio deste ano foram registrados 15 000 boletins de ocorrência por roubo de celulares, uma média de 483 por dia, ou um a cada 178 segundos (três minutos).

+YouTube suspende canal da Alesp por desinformação sobre Covid

A média é quase a mesma do registrado de janeiro a maio deste ano, quando foram levados 74 000 aparelhos de moradores de todo o estado, ou 490 por dia.

A quantidade de aparelhos apreendidos em maio, fruto de roubo ou furto, foi de pouco mais de um terço do total roubado: 5 200 aparelhos.

Os números foram apresentados no balanço da chamada Operação Sufoco, que foi criada justamente após a onda de violência provocada por furto e roubo de celulares. Na visão do governo estadual, há o que se comemorar, já que houve redução de 20% nos registros usando como comparativo os números de 2019, quando, em maio, foram levados 18,8 mil celulares, e, no acumulado daquele ano até maio, 92,9 mil celulares.

+FIA confirma etapa de mundial de carros elétricos em São Paulo

“Quero cumprimentar a polícia de São Paulo por esse esforço”, afirmou o governador Rodrigo Garcia (PSDB), durante evento que marcou a entrega de um pacote de modernização da Polícia Militar, com 27,5 mil pistolas e dois helicópteros.

Continua após a publicidade

O comparativo é feito com o ano de 2019, antes da pandemia, já que em 2020 e 2021 a circulação de pessoas foi reduzida devido às restrições de circulação impostas como medidas para tentar conter o avanço da Covid no estado.

No início deste mês, um estudo apontou alta de 150% na quantidade de roubo e furto de celulares na região da avenida Paulista  de janeiro a abril deste ano no comparativo com o mesmo período de 2021. Antes disso, em fevereiro, reportagem publicada pela Vejinha já indicava que que a via era a campeã de furtos em toda a capital. Leia a reportagem completa neste link.

+Lojas Besni anuncia que dará seu nome à estação Penha do Metrô

Iniciada no dia 4 de maio, a Operação Sufoco tem como proposta dobrar a quantidade de policiais nas ruas para policiamento ostensivo e coibir a prática de crimes. O principal objetivo é o de prender quadrilhas do PIX, que atacam as vítimas para fazer a limpa em suas contas.

Segundo os dados do governo estadual, durante o período da operação, os roubos de veículos no estado de São Paulo diminuíram 18,7%, passando de 4 mil ocorrências em maio de 2019 para 3,3 mil em maio deste ano.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês