Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Sobe para 47 número de infectados com a Covid em escola de Campinas

Segundo autoridade, houve 'quebra de barreira sanitária', o que ocasionou o surto da doença na instituição

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 4 fev 2021, 18h10 - Publicado em 4 fev 2021, 18h09

Subiu para 47 o número de pessoas que contraíram a Covid-19 no Instituto Educacional Jaime Kratz, em Campinas, no interior de São Paulo. De acordo com a escola, são 39 funcionários e oito alunos infectados.

A instituição de ensino anunciou na segunda-feira (1º) que havia suspendido as aulas presenciais até o dia 18 de fevereiro. Na ocasião, havia 34 colaboradores e um aluno com a Covid-19. Uma professora precisou ser hospitalizada e o estado de saúde é estável.

As aulas na escola foram retomadas presencialmente no dia 25 de janeiro com capacidade de 35% dos alunos em cada sala.

Em coletiva de imprensa, a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) de Campinas, Andrea Von Zuben, disse que o caso relacionado do Instituto Educacional Jaime Kratz envolve uma “quebra de barreira sanitária”, ressaltando que o surto de Covid-19 na escola não tem a ver com a volta às aulas presenciais. 

“Antes de começarem as aulas, eles fizeram um dia de planejamento em um local fora da escola. Identificamos fotos de muitas pessoas aglomeradas, sem uso de máscara. Quando não houver distanciamento, não houver uso de máscara, vai acontecer mesmo”, disse.

Continua após a publicidade
Publicidade