Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Cidades do ABC querem restringir público em estádios de futebol

Municípios pedirão ajuda dos governos federal e estadual para a ampliação de leitos de ambulatório; por ora, horário do comércio será mantido

Por Clayton Freitas Atualizado em 11 jan 2022, 11h21 - Publicado em 11 jan 2022, 11h17

O avanço dos casos de Covid-19 e gripe levou os prefeitos das cidades do ABC paulista a criarem medidas de restrição para tentar conter o avanço dessas doenças.

A principal delas é um pedido a ser encaminhado à prefeitura de São Paulo e ao governo do estado para limitar a quantidade de pessoas nos estádios de futebol. A restrição de público abrange os jogos da Copinha, que está sendo disputada em várias partes do estado, e também o Campeonato Paulista, com início previsto para o dia 26 deste mês.

+Antes do humor, Batoré tentou ser jogador de futebol e sofreu grave lesão

A decisão foi tomada em reunião que ocorreu na manhã desta terça-feira (11) reunindo os integrantes do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, formado por sete cidades: – Santo André, São Bernardo do Campo, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.

Por enquanto o calendário escolar será mantido. Ainda segundo os prefeitos, não haverá restrições do horário de funcionamento do comércio.

Continua após a publicidade

A maior preocupação em relação ao avanço da Covid e dos casos de gripe é em relação a quantidade de leitos disponíveis. Os municípios do ABC pedirão ao governo federal e ao governo estadual suporte para ampliação de atendimento, sobretudo em ambulatórios.

As cidades têm se antecipado às decisões de outros municípios. No dia 7 de dezembro de 2021, eles decidiram cancelar as festas públicas de final de ano e também o Carnaval.

+Especialistas esperam nova ‘explosão’ de Covid e Influenza em janeiro

 

Continua após a publicidade

Publicidade