Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Campinas e outras 20 cidades proíbem consumo de álcool em vias públicas

Medida quer desestimular aglomerações para frear a Covid-19 na região; restrição vale enquanto durar fase emergencial

Por Redação VEJA São Paulo 2 abr 2021, 10h31

A prefeitura de Campinas, no interior de São Paulo, proibiu o consumo de bebidas alcoólicas em locais públicos enquanto durar a fase emergencial. A medida foi publicada nesta sexta-feira (2). Outras 20 cidades da região metropolitana também anunciaram que vão aderir à restrição.

O objetivo é evitar aglomerações e impedir a transmissão do coronavírus na região e cada município irá publicar o próprio decreto para definir as regras da proibição. Em Campinas, a medida irá valer durante 24 horas. Em algumas cidades, apenas no período de toque de recolher, entre 20h e 5h.

O Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Campinas diz que a medida não é considerada uma “lei seca”, na qual a venda e o consumo é proibido, já que os moradores poderão ingerir bebida alcoólica em casa.

As cidades que compõem a RMC são: Americana, Artur Nogueira, Campinas, Cosmópolis, Engenheiro Coelho, Holambra, Hortolândia, Indaiatuba, Itatiba, Jaguariúna, Monte Mor, Morungaba, Nova Odessa, Paulínia, Pedreira, Santa Bárbara d’Oeste, Santo Antônio de Posse, Sumaré, Valinhos e Vinhedo. Apenas Indaiatuba ainda não definir se adotará a medida.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade