Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Fernando Cury tem mandato suspenso em decisão inédita após caso Isa Penna

Parlamentar é acusado de importunação sexual após ser flagrado apalpando seio de deputada; decisão vale por seis meses

Por Redação VEJA São Paulo 2 abr 2021, 09h50

O deputado Fernando Cury (Cidadania) perdeu temporariamente o mandato. A decisão foi tomada por unanimidade pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) na última quinta-feira (1º) e vale por 180 dias.

A suspensão, que teve 86 votos a favor e nenhum contra, é inédita na Casa Legislativa paulista. A deputada Isa Penna acusa Cury de importunação sexual após câmeras flagrarem o parlamentar tocando o seio dela.

Isa Penna comemorou a decisão em nota, chamando-a de “momento histórico dentro da história do Parlamento Paulista”. Ela disse que “deixamos um recado para a sociedade: a Alesp não aceitará assédio, nós, mulheres, não iremos aceitar assédio, seja ele moral, sexual ou psicológico!”, falou.

O deputado, por outro lado, alegou que recebeu “com serenidade e de forma respeitosa, a decisão do plenário da Assembleia Legislativa de São Paulo, determinada pelos colegas deputados”.

Na prática, a decisão paralisa o mandato do deputado, bem como de seu gabinete. O suplente toma posse, podendo formar sua própria equipe. O ex-deputado Padre Afonso (PV) deve assumir a função.

Continua após a publicidade
Publicidade