Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Câmara não aprova fim dos ‘supersalários’; veja como votou cada vereador

Emenda tentava incluir no cálculo do teto salarial gratificações de servidores; dinheiro seria direcionado para pagamento de auxílio emergencial

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 22 out 2020, 21h17 - Publicado em 22 out 2020, 20h20

Os vereadores paulistanos votaram uma emenda aditiva de Police Neto (PSD) ao projeto de lei que cria um programa de renda básica para a população da cidade. A emenda permitiria o corte dos chamados ‘supersalários’ na Câmara dos Vereadores, destinando os valores excedentes ao teto salarial para o auxílio, e foi vetada na terça-feira (20).

O projeto de renda básica prevê o pagamento de 100 reais por mês durante três meses para paulistanos cadastrados em programas assistenciais e vendedores ambulantes. Famílias que possuem apenas um adulto responsável por menores de 18 anos receberão 200 reais. O texto foi aprovado nesta quinta (22) e vai para sanção de Bruno Covas (PSDB).

A emenda de Police Neto pretendia autorizar cortes nos chamados ‘supersalários’ da Casa com a destinação de 12 milhões de reais por ano ao renda básica, segundo o texto. A proposta determinaria que verbas pagas aos servidores como gratificações e comissões fossem incluídas no cálculo do teto dos salários (o teto é de 24 175,55 reais, salário do prefeito).

Em nota para a imprensa, a Câmara afirmou que a “casa cumpre todas as normas constitucionais e legais sobre o tema. Desde 2017, a Mesa Diretora já efetuou cortes de salários de mais de 300 servidores com base no teto constitucional, o que resultou em economia anual superior a 20 milhões de reais aos cofres municipais”.

43 dos 55 vereadores votaram a proposta. Foram 10 votos a favor, 29 contrários e 3 abstenções. Confira abaixo como votaram os vereadores:

Continua após a publicidade

ADILSON AMADEU DEM Não
ADRIANA RAMALHO PSDB Não
ALESSANDRO GUEDES PT Sim
ALFREDINHO PT Sim
ANTONIO DONATO PT Sim
ARSELINO TATTO PT Sim
ATÍLIO FRANCISCO REPUBLICANOS Não
AURÉLIO NOMURA PSDB Não
CAIO MIRANDA CARNEIRO DEM Não
CELSO JATENE PL Não
CLAUDINHO DE SOUZA PSDB Não
CLAUDIO FONSECA CIDADANIA Não
DALTON SILVANO DEM Não
EDIR SALES PSD Não
EDUARDO MATARAZZO SUPLICY PT Sim
ELISEU GABRIEL PSB Sim
FABIO RIVA PSDB Não
FERNANDO HOLIDAY PATRIOTA Abstenção
GEORGE HATO MDB Não
GILBERTO NASCIMENTO PSC Não
GILSON BARRETO PSDB Não
ISAC FELIX PL Não
JAIR TATTO PT Sim
JOÃO JORGE PSDB Não
JOSÉ POLICE NETO PSD Sim
JULIANA CARDOSO PT Sim
MARIO COVAS NETO PODE Não
MILTON FERREIRA PODE Não
MILTON LEITE DEM Não
NOEMI NONATO PL Não
PATRÍCIA BEZERRA PSDB Não
PAULO FRANGE PTB Não
QUITO FORMIGA PSDB Não
RICARDO NUNES MDB Não
RICARDO TEIXEIRA DEM Não
RINALDI DIGILIO PSL Não
RODRIGO FONSECA NOVO Abstenção
RUTE COSTA PSDB Não
SANDRA TADEU DEM Não
SONINHA FRANCINE CIDADANIA Abstenção
TONINHO VESPOLI PSOL Sim
XEXÉU TRIPOLI PSDB Não

 

 

 

Continua após a publicidade

Publicidade