Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Briga de trânsito termina com moto destruída e tentativa de homicídio

Motorista de Pajero perseguiu motoboy e tentou atropelá-lo diversas vezes após 'capacetada'; Polícia Civil ainda investiga o que causou a discussão

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 22 nov 2021, 17h26 - Publicado em 22 nov 2021, 17h13

Uma briga de trânsito em Campinas, no interior de São Paulo, no último domingo (21) deixou uma pessoa ferida. Um motociclista, que também era entregador de aplicativo e não tinha nada a ver com a confusão, foi atropelado.

+ Mulher ajuda melhor amiga em parto e descobre que bebê é do marido

As imagens, que viralizaram nas redes sociais, mostram quando o motorista, parado no semáforo da Avenida Almeida Garret, discute com um motociclista e é atingido por ele com o capacete. Em fúria, o motorista, que dirige um Mitsubishi Pajero branco, persegue o motoboy e tenta atropelá-lo diversas vezes. Em seguida, o motorista desce do carro e ambos entram em luta corporal. Pelo vídeo, é possível ouvir xingamentos e ameaças por parte do ocupante do Pajero.

Em entrevista à EPTV, emissora afiliada da TV Globo, o motociclista Wagner Sperancini afirmou que passava pela região quando viu a briga e decidiu ir atrás do Pajero para tirar satisfação. Ele também foi perseguido e quase foi atropelado várias vezes. Segundo relatou, outros motociclistas vieram ajudar e a perseguição continuou pelo bairro.

Nesse momento, um veículo modelo Toyota Hillux apareceu e atingiu um outro motoboy que esperava para fazer uma entrega. De acordo com testemunhas, o entregador de aplicativo, de 36 anos, não tinha nada a ver com a briga. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado ao Hospital das Clínicas (HC) de Campinas. Além de atropelar o motociclista, o veículo atingiu outros dois carros que estavam parados.

Na manhã desta segunda-feira (22), a Polícia Civil identificou o motorista que dirigia o veículo modelo Mitsubishi Pajero. O segundo motorista envolvido ainda não foi identificado. O caso foi registrado no 4º Distrito Policial como tentativa de homicídio.

Continua após a publicidade

Publicidade