Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Brasileira é encontrada morta em apartamento do ex nos Estados Unidos

Polícia norte-americana também encontrou corpo do homem no local; amiga fala que ele perseguia a jovem

Por Redação VEJA São Paulo 24 dez 2020, 10h53

A brasileira Lídia Lúcia Ferreira Borges, de 28 anos, foi encontrada morta em um apartamento nos Estados Unidos. O corpo do ex-namorado também foi encontrado no local e a polícia norte-americana diz que o homem pode ter tentado matar a jovem e cometido suicídio em seguida.

“A família está desolada. Ela era linda, carinhosa com todos e ajudava todo mundo. Tinha o sonho de se casar e constituir família. Foi uma tragédia muito grande”, desabafou a irmã ao G1.

Natural de Edéia, a 120 quilômetros de Goiânia, Lídia se mudou para São Francisco, na Califórnia, há dois anos e meio. Ela trabalhava com limpeza de residências por aplicativo.  De acordo com uma amiga que morava com a jovem e preferiu não se identificar, Lídia saiu para trabalhar e não voltou.

Após ser acionada, a Polícia fez buscas pela cidade e encontrou o carro de Lídia em frente ao prédio do ex-namorado, que também era brasileiro. O relacionamento dos dois terminou há cerca de sete meses e, desde então, ele passou a perseguir a goiana, conta a amiga. O homem não teve a identidade revelada. A família reúne documentos para trazer o corpo de Lídia ao Brasil. O Itamaraty ainda não se manifestou sobre o caso.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade