Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

Ismael Ivo, demitido do Balé da Cidade, defende sua inocência

Suposto relatório de investigação das acusações de assédio afirma que coreógrafo é inocente; prefeitura diz que ainda não foi informada sobre o resultado

Por Humberto Abdo Atualizado em 10 nov 2020, 22h19 - Publicado em 10 nov 2020, 22h16

Alvo de investigação após ser acusado de assédio por membros do Balé da Cidade, o diretor e coreógrafo Ismael Ivo defende sua inocência. Enviado à Vejinha com a condição de anonimato, um suposto relatório da comissão formada pelo Instituto Odeon e pela Fundação Theatro Municipal destaca o depoimento de testemunhas que negam ter passado por qualquer constrangimento com Ivo e que “nenhuma das condutas (assédio moral, sexual e utilização do Balé para promoção pessoal) ficou caracterizada pelos depoimentos e provas trazidos ao conhecimento desta comissão”. Mas a nova gestora provisória do Theatro, a Santa Marcelina, e a Secretaria Municipal de Cultura não confirmam o resultado — em nota, a prefeitura afirma que os órgãos não foram notificados “e tampouco receberam a posição oficial da comissão”. A demissão de Ivo, porém, foi confirmada. Em nota enviada por sua assessoria, ele afirma: “Minha carreira artística e profissional é imaculada. No mundo todo, por onde passei, sempre respeitei e fui respeitado como ser humano e como artista. Manchar minha imagem tornou-se uma verdadeira obsessão. Tanto que mesmo após eu ter sido inocentado pela comissão especial continuo sendo atacado e impedido de retornar ao cargo que ocupava.”

  • Publicidade