Clique e assine por apenas 6,90/mês
Pergunte ao Doutor Por Blog

Grávida pode comer gengibre?

O gengibre é uma especiaria bastante utilizada na culinária e também como produto medicinal, pois tem ação antiinflamatória. Contudo, ele desperta algumas dúvidas em relação ao seu consumo, principalmente na gravidez. Há crenças populares dizendo que a raiz pode colocar a gestação em risco. Outras, por sua vez, afirmam que ela auxilia a grávida a não engordar excessivamente. […]

Por Larissa Faria - Atualizado em 26 fev 2017, 10h07 - Publicado em 19 set 2016, 14h08

Gengibre 2

O gengibre é uma especiaria bastante utilizada na culinária e também como produto medicinal, pois tem ação antiinflamatória. Contudo, ele desperta algumas dúvidas em relação ao seu consumo, principalmente na gravidez.

Há crenças populares dizendo que a raiz pode colocar a gestação em risco. Outras, por sua vez, afirmam que ela auxilia a grávida a não engordar excessivamente. Afinal, em que acreditar?

Tiramos essas dúvidas com a ginecologista e obstetra Patrícia Varella, formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP):

+ Afinal, roupas íntimas têm “validade”?

“Não faz mal. O gengibre é um fitoterápico (produto natural usado para fins terapêuticos) já bem conhecido e muito usado pelas gestantes para amenizar sintomas como náuseas e enjoos durante a gravidez.

Continua após a publicidade

O que se deve prestar atenção é na quantidade ingerida. Estudos dizem que, se consumido em larga escala, pode aumentar o risco de aborto espontâneo e má formação do bebê. Não dá para saber o quanto significa ‘muito’. Mas com certeza, se for usado para fins culinários, em que se usa apenas uma porção ínfima da raiz, não haverá problema algum para a gestação.

As propriedades medicinais da planta são muito conhecidas no meio médico. Ela auxilia na redução do colesterol, previne a formação de coágulos e reduz o inchaço no corpo, dando a sensação de diminuição de peso. Ou seja: a raiz não faz a pessoa emagrecer e sim, evita a retenção de líquidos. 

+ Botox ajuda no tratamento da enxaqueca crônica?

É bom ficar claro que cada pessoa tem uma constituição física e orgânica diferente da outra. Portanto, é essencial que a grávida converse com o seu obstetra para saber, de fato, se ela pode consumir gengibre ou se, no caso específico dela, há alguma contraindicação.

Por Andreza Monteiro

Continua após a publicidade
Publicidade