Clique e assine por apenas 6,90/mês
Publicidade
São Paulo nas Alturas Por Raul Juste Lores Redator-chefe de Veja São Paulo, é autor do livro "São Paulo nas Alturas", sobre a Pauliceia dos anos 50. Ex-correspondente em Pequim, Nova York, Washington e Buenos Aires, escreve sobre urbanismo e arquitetura
#SPReage - Com rendimentos modestos, vários enfermeiros e técnicos de enfermagem vivem em conjuntos habitacionais ou favelas nas bordas da cidade
SP Reage: Beleza arquitetônica traz autoestima e prazer que a melancólica paisagem paulistana implora. Estimula mais gente a caminhar, o que reduz trânsito
O mais famoso é o Lausanne, da Avenida Higienópolis, com exuberantes persianas coloridas e vista para os jardins do palacete de Dona Veridiana, de 1883
O térreo do residencial em Higienópolis tem pilares revestidos em pastilhas, portaria com brasão, rampa e meio andar elevado
Ele projetou diversos residenciais na cidade, incluindo o famoso Edifício Andraus, de 27 andares, vítima de incêndio em 1972 por uma descarga elétrica
#SPSonha: duas das mais antigas construções históricas da capital, os prédios estão abandonados à própria sorte pelo poder público
#SPSonha: a chamada "lei do tríplex" busca reocupar imóveis que ficam grandes demais para famílias cada vez menores
Ninguém fica indiferente ao formato do prédio na República, com as unidades viradas para a praça, cobogós redondinhos e lojas e galeria na altura da calçada
#SPSONHA: A oportunidade perdida no novíssimo Vale, que já exibe vários detalhes ainda crus para uma obra “quase” pronta
Depois da pandemia, é hora de saber se reinventar, sem repetir tantos erros, e incluir hotéis esplendorosos, comércio sofisticado e boa arquitetura
Na parte mais alta da cidade, em um enorme parque povoado de araucárias e bromélias, parece blindado contra a vulgaridade estética dominante na cidade
Gente gosta de gente, e é nessa área que prefeitura, urbanistas e tuiteiros em geral mais tropeçam
Projeto em São Roque será dos arquitetos Marcio Kogan e Guto Requena, que terão o desafio de melhorar uma proposta que nasceu antiguada
Um dos melhores é o Corinto, com janelões de ponta a ponta, na fachada e nos fundos, que recebe mais sol que muitos prédios isolados
A proposta dos arquitetos derrotou as dos outros dois concorrentes, os escritórios Triptyque e Athié Wonrath
Os dois imóveis são exceção no decadente bairro, cheio de placas de vende-se e com apenas estimados 4 000 habitantes, pouco mais que o Copan,
Por pressão da vizinhança, seus usos por colégio ou faculdade, por exemplo, foram reprimidos, o imóvel foi tombado e não é utilizado
Além do escritório Pitá, dos arquitetos Nico Salto del Giorgio e Antonio Mantovani, a designer Melina Romano também está de mudança para o endereço icônico
A área de 300 000 metros quadrados é ocupada por vastos estacionamentos, muros altos, jardins com grades e várias promessas de áreas ao ar livre esquecidas
Paris reabre restaurantes, bares e cafés, que têm permissão para servir na calçada e transformar vagas de automóveis na rua em espaços para mesas
Publicidade