Clique e assine por apenas 6,90/mês
Bichos Tudo sobre o mundo pet por Veja São Paulo. Quer sugerir uma pauta? Envie para monica.santos@abril.com.br

Em feira de Luisa Mell, público desiste ao não achar cães de raça

Interessados fizeram fila duas horas antes da abertura, mas foram embora depois de saber que só havia vira-latas no evento de adoção

Por Carolina Giovanelli - Atualizado em 6 Oct 2017, 15h26 - Publicado em 6 Oct 2017, 11h37

Na semana passada, a ativista Luisa Mell causou comoção ao resgatar 135 cães de raça de um canil em Osasco, na região metropolitana, onde viviam em más condições e sofriam maus-tratos. Eram yorkshires, lhasa apsos, pugs…

Nesta quarta (4), Dia de São Francisco de Assis, a protetora promoveu uma de suas habituais feiras de adoção, desta vez na Vila Clementino. Ela mantém o Instituto Luisa Mell, uma ONG onde cuida de centenas de cães e gatos.

Levada pelo caso de repercussão nacional, muita gente resolveu ir até o local para adotar um pet. Dezenas de pessoas formaram uma fila que dobrou o quarteirão duas horas antes do evento começar, uma raridade para uma atração desse tipo.

Quase todo mundo foi embora ao descobrir que não havia cães de raça para adoção Arquivo pessoal/Divulgação

Até aí, tudo bem. O problema é que o pessoal achou que ia levar para casa algum cão de raça. Mas… como esses animais resgatados do canil ainda estão passando por tratamento e Luisa está brigando pela guarda definitiva da matilha, nenhum deles estava na feira (não se sabe quando ficarão disponíveis). Havia somente vira-latas, como costuma ser de praxe nessas situações.

Continua após a publicidade

Quando soube que não se tratava de mascotes com pedigree, o pessoal foi praticamente todo embora. Luisa conseguiu doar apenas sete cães e dois gatos na data.

A gente recebeu 4 000 e-mails de interessados em pegar os cachorros de raça“, disse a ativista a VEJA SÃO PAULO. “E eu fico implorando, rastejando para adotarem os vira-latas.

Uma reação similar se deu na invasão ao Instituto Royal, em 2013. Na época, a comoção também foi grande para adotar os beagles que passavam por testes e experimentos.

Outra feira

Continua após a publicidade

Neste sábado (7), o instituto fará uma nova feira de adoção, das 10h às 18h, na loja 100% PET do Jardim Anália Franco (Rua Eleonora Cintra, 348).

ATENÇÃO: se você está interessado apenas em animais com pedigree, nem perca seu tempo. Agora, se topar levar para casa um vira-lata (tão fofo e amoroso quanto qualquer outro cão), vá. Ele deixará sua vida mais feliz e você ajudará o trabalho da ONG, que está lotada.

Amigos o Instituto Luisa Mell está lotado! Preciso muito doar os que estão saudáveis, para que eu possa continuar…

Continua após a publicidade

Posted by Luisa Mell on Thursday, October 5, 2017

Em tempo: Luisa também criou camisetas temáticas para angariar fundos e ajudar os animais resgatados em Osasco. Confira no site www.korova.com.br. O cantor Lucas Lucco deu uma força na divulgação e posou de modelo.

Publicidade