Clique e assine por apenas 6,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 28 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Giulietta Fogo & Vino serve carnes à moda italiana; leia minha crítica

A casa é mais um negócio do chef Rodolfo De Santis, do Nino Cucina

Por Arnaldo Lorençato - Atualizado em 1 ago 2019, 10h41 - Publicado em 7 jun 2019, 06h00

Um dos maiores nomes do churrasco na Itália é Dario Cecchini, dono do misto de açougue e comedoria Antica Macelleria, em Panzano in Chianti, na Toscana. O açougueiro é também uma das fontes de inspiração para Rodolfo De Santis na montagem do Giulietta Fogo & Vino, restaurante de carnes que já tem uma pequena multidão de fãs.

Escondida atrás da Salumeria, que não passa de uma extensão do Nino Cucina, o primeiro sucesso de De Santis, cuja fila de espera se espalha pela calçada em frente aos imóveis colados, a casa de carnes é outro acerto do cozinheiro.

Costeletas de cordeiro: altas e sumarentas Ligia Skowronski/Veja SP

Podem ser provadas por lá costeletas de cordeiro (R$ 85,00) macias e sumarentas, assim como uma ótima costata di manzo de gado black angus maturada por 28 dias (R$ 110,00). Essa peça com osso de 450 gramas chega no ponto correto.

Em vez da grelha, o brasato de costela (R$ 78,00) traduz-se em uma costela ao forno sobre polenta rústica com um toque picante e cogumelos porcini nacionais frescos.

Torta de queijo cremosa e morna no centro Ligia Skowronski/Veja SP

O forno também serve para dourar em azeite alcachofras à judia (R$ 36,00), não fritas como se faz em Roma. O trio é servido com as bordas deliciosamente tostadas.

Pode finalizar a refeição a torta de queijo (R$ 32,00). Cremosa no centro, quase líquida, fica entre um petit gâteau e uma cheesecake morna, acompanhada de pera assada em fatias intencionalmente firmes.

Só um detalhe de muito mau gosto podia ser evitado: a marcação dos banheiros. Em vez de placas, usam-se um chapéu de caubói no masculino e uma calcinha de tamanho GG no feminino.

Avaliação: MUITO BOM (quatro estrelas)

Continua após a publicidade

Clique para conferir o cardápio:

 

 

 

 

Valeu pela visita! Para me seguir nas redes sociais, é só clicar em:
Facebook: Arnaldo Lorençato
Instagram: @alorencato
Twitter: @alorencato

Para enviar um e-mail, escreva para arnaldo.lorencato@abril.com.br

E para não perder as notícias mais quentes que rolam sobre São Paulo, assine a newsletter da Vejinha

Continua após a publicidade
Publicidade