Economize

Pratos em porções caprichadas para dividir

Quando comer fora de casa está cada vez mais caro, compartilhar a receita com uma ou mais pessoas pode ser uma alternativa para comer bem sem gastar muito

Por: Redação VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

Badejo - moqueca capixaba
Badejo: moqueca para dividir em dois (Foto: Mario Rodrigues)

Comer fora de casa é cada vez mais caro em São Paulo. Para driblar os preços altos, vale a pena aproveitar os menus de almoço executivo, que ganham preços sedutores de segunda a sexta, ou apostar em pratos bem-servidos para dividir em duas ou mais pessoas.

Veja abaixo um roteiro recheado de porções caprichadas para compartilhar:

Badejo: suficiente para duas pessoas, a moqueca capixaba pode levar badejo e camarão-rosa na companhia de arroz, pirão e farofa de banana-da-terra (R$ 189,00). Fique atento ao site da casa, que anuncia atrativas promoções. A moqueca de camarão-rosa com lagosta, que custa R$ 189,00, pode baixar para R$ 99,00, por exemplo.

Bierquelle: na vizinhança da Represa de Guarapiranga, oferece pratos típicos da culinária alemã. O joelho de porco frito bem crocante acompanhado de batata cozida e chucrute custa R$ 58,00 para dois.

Bucatini: além de massas clássicas, como canelone de quatro queijos (R$ 96,00), faz caldos em porções bem-servidas. É possível dividir, por exemplo, a canja com legumes (R$ 64,00) e o capelete in brodo (R$ 69,00).

Cantina do Piero — Il Vero: a grande maioria dos pratos serve duas ou até três pessoas. Quem quiser variar das massas, pode pedir o salmão à belle meuniere que é grelhado com alcaparras, camarões e batata sautée e custa R$ 101,00.

Rodeio - picanha fatiada
Rodeio: picanha fatiada com arroz biro-biro para dois (Foto: Ricardo de Vicq)

China Lake: é um dos melhores endereços da capital para provar receitas típicas da culinária chinesa. Feitos com capricho, a chapa de frutos do mar que inclui lula, camarão e vieira (R$ 78,00) e o pato frito com molho de soja, alho e gengibre (R$ 61,00) servem duas pessoas.

Consulado Mineiro: dos pratos para dois, escolha entre o feijão-tropeiro trazido à mesa com lombo rosado e macio, couve puxada no alho, arroz e torresmo (R$ 71,00) e o zona da mata (R$ 76,00), uma combinação de carne de sol desfiada na manteiga, tutu, arroz, couve e mandioca frita.

Dinho’s Steak House: é o antigo Mabella Ton Ton, no Itaim. Destinado a dois paladares em peça de 1,1 quilo, o t-bone (R$ 175,00) vai à mesa sempre malpassado e na companhia de manteiga e salada.

Don Curro: endereço clássico da culinária espanhola, tem como grande atração a paella. Esse arroz colorido no açafrão e acrescido de mexilhão, camarão, lagostim, lula, frango, pimentão vermelho e ervilha fresca custa R$ 316,00 e satisfaz até quatro paladares. O valor do prato com lagosta sobe para R$ 376,00.

Fondue de queijo - restaurante Florina
Florina: fondue o ano inteiro (Foto: Adriano Conter)

Empório Nordestino: instalado num trecho agitado da Freguesia do Ó, oferece uma extensa seleção de petiscos. Quem quiser uma refeição completa pode pedir a carne de sol na brasa com manteiga de garrafa, feijão-verde-tropeiro, arroz, vinagrete, purê de mandioca mais mandioca frita ou cozida (R$ 53,00, para dois, ou R$ 63,00, para três pessoas).

Famiglia Mancini: pioneira das casas montadas na Rua Avanhandava pelo restaurateur Walter Mancini, a cantina diz fazer pratos em tamanho família, que podem ser repartidos em até três pessoas. São exemplos a lasanha ao forno com mussarela (R$ 92,00) e o filé à parmigiana (R$ 116,00).

Florina: prepara durante o ano inteiro seis versões salgadas de fondue, servidas em porções para duas pessoas. A de queijos gruyère e emmental sai por R$ 89,00. Outra especialidade é a raclette de queijo derretido numa chapa acompanhada de frios e batata cozida (R$ 94,00), também suficiente para uma dupla.

Jardim de Napoli: seus salões são pequenos para abrigar tantos fãs. Um dos pratos mais pedidos, o polpettone à parmigiana (bolo de carne recheado de mussarela e frito) sai por R$ 60,00 e pode servir duas pessoas.

Osteria del Pettirosso - massas artesanais
Osteria del Pettirosso: fettuccine imperiali é a única pedida para dois (Foto: Mauro Holanda)

La Pergoletta: no Tatuapé, prepara massas coroadas por molhos de primeira. A maioria das sugestões surge em grandes porções. É o caso do saboroso nhoque de mandioquinha ao ragu de carne de panela fatiada (R$ 76,00). Depois da refeição, passe na rotisseria ao lado e leve para casa uma focaccia fresquinha (de R$ 15,90 a R$ 18,90 o quilo).

Lellis Trattoria: segue o cardápio cantineiro paulistano: massas inundadas de molho em porções fartas, para duas pessoas. Criação da casa, o conchiglione à camaresca (em forma de concha) é recheado de camarão e queijos gorgonzola e catupiry (R$ 123,00).

■ Manzuá: representante da culinária baiana, é filial de um famoso restaurante de Salvador. Principal atração do cardápio, as moquecas surgem em porções para satisfazer dois paladares. Tem grande saída a de camarão (R$ 112,00) e a de badejo (R$ 115,00).

Mocotó: um dos restaurantes mais disputados da cidade fez fama com as delícias nordestinas preparadas pelo chef Rodrigo Oliveira. Para compor uma refeição para dois, peça a carne de sol desfiada na manteiga (R$ 38,90) guarnecida do baião de dois (R$ 25,90, o médio).

Sushi Kiyo - Dia do Sushi
Sushi Kiyo: combinados para compartilhar (Foto: Divulgação)

O Bacalhau do Porto: ocupa uma antiga e gigantesca residência de esquina. Em estilo clássico, as receitas de bacalhau dão o tom ao cardápio. A versão em lascas ao molho de tomate, fava, pimentão assado, batata e cebola na panela de ferro custa R$ 89,00 para dois ou três, dependendo do apetite.

Rodeio: uma das churrascarias mais tradicionais da cidade, tem a picanha fatiada (R$ 208,00) como estrela do menu. De acompanhamento, não há como escapar do arroz biro-biro (R$ 44,00), receita elaborada pelo jornalista e gourmet Thomaz Souto Corrêa nos anos 80. A composição satisfaz duas pessoas tranquilamente.

Rong He: um dos seus maiores atrativos é a cozinha envidraçada no fundo do salão, onde os habilidosos cozinheiros abrem com as mãos os fios de macarrão. Mais consistente e frito, o yakisoba misto de carne bovina e frango sai por R$ 29,00 e serve duas pessoas.

Sushi Kiyo: o restaurante japonês completou três décadas em funcionamento. O dono, Kiyomi Watanabe, garante ter sido o primeiro na cidade a vender sushi e sashimi em combinados. A sugestão para dois reúne 29 peças e custa R$ 115,00.

Fonte: VEJA SÃO PAULO