Bares

Petiscos imperdíveis nos bares que servem tapas

Nos endereços abaixo, novas opções de pinchos, montaditos e tortillas destacam-se no cardápio

Por: Redação VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

Verissimo
Arroz cremoso de lula e foie gras do Veríssimo (Foto: Elvis Fernandes)

Os bares espanhóis conquistaram de vez os paulistanos. Há diversos espalhados pela cidade, cada qual com sua particularidade. Em Pinheiros, por exemplo, o Casa de Maria Madalena inova ao preparar petiscos típicos da especialidade com ingredientes brasileiros. O Sancho Bar y Tapas, na região do Baixo Augusta, tem um cardápio rotativo que todo dia ganha novas receitas. No Venga!, na Vila Madalena, a novidade é um menu exclusivo para quem senta no balcão. Veja abaixo:

+ Em vídeo, aprenda a fazer as tapas do Donostia

Casa de Maria Madalena: da divisão de petiscos ao estilo espanhol montados sobre fatias de pão, duas pedidas agradaram: a de queijo manchego mais cebola caramelada e a de tartare de peixe, cogumelo portobello e zátar, ambas em porção individual. Outro acerto, o saboroso pincho de rúcula selvagem, shimeji e queijo manteiga vem envolto na massa de tapioca. 

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Don Mariano: pequeno, o local toma emprestada parte da calçada da movimentada Rua João Cachoeira, no lotado bairro do Itaim. Com mesas de tampo de pedra e decoração simples, a casa guarda uma atmosfera de bar-restaurante e é dedicada sobretudo às receitas espanholas. Entre os petiscos, peça pelo montadito de jamón serrano e queso manchego, depois ataque o pan con tomate e não deixe de provar a tortilla com chorizo. Se ainda tiver coragem, encare a paella valenciana, na qual dois se fartam de comer. Todos eles feitos com esmero. Para beber, vá de sangria da casa ou de cerveja (Original e Serramalte).

Donostia: uma casa totalmente ciente de suas virtudes, decididamente inspirada em uma taberna basca. Recebe um público eclético em busca das boas receitas. Sobre o balcão ficam dispostas várias porções de pinchos (petiscos típicos espanhóis espetados no palito). Entre eles, o pimentão vermelho doce recheado com bacalhau, a tortilla de camarão com cogumelos e o patê de fígado de pato, queijo brie e presunto serrano. Entre as opções quentes, as famosas croquetas (R$ 9,50 a unidade), feitas de molho bechamel e pedaços de presunto cru. Para beber, além da obrigatória jarra de sangria, há algumas boas opções de cerveja em garrafa long neck (Stella Artois e Budweiser).

La Tapa! 2180
O salão do La Tapa!: objetos trazidos de Madri decoram o ambiente (Foto: Fernando Moraes)

La Tapa!: cantinho hispânico no Tatuapé, tem ambiente concebido na cor vermelha e no qual se veem cartazes de tourada e fotos de pontos turísticos de Madri. Repare também no móbile com xícaras, pires e bules brancos pendurado no teto — uma referência ao surrealismo do cineasta espanhol Luis Buñuel. Petiscos típicos figuram no cardápio, entre eles, o pão com tomate e queijo manchego e tortilha de batata, ovo e cebola.

Sancho Bar y Tapas: à meia-luz, o ambiente mostra decoração caprichada, na qual sobressaem peças de presunto cru ibérico e cartazes de touradas. Sobre o balcão, ficam espalhadas dezenas de tapas montadas sobre o pão espanhol — nem todas saborosas, é importante frisar —, com opções que variam diariamente. Do cardápio fxo, uma sugestão interessante: o polvo cozido e salteado com alho servido ao lado de batatas e pão levemente tostado. Variada, a carta de cervejas inclui rótulos como o da espanhola Alhambra Reserva 1925, uma lager dourada levemente adocicada.

Torero Valese: o chão de tábuas de madeiras quase negras e o teto baixo na entrada marcam o ambiente escuro deste bar-restaurante dedicado a receitas espanholas. Nas paredes, lousas verdes apresentam o que há de melhor no cardápio. Para provar um pouco de tudo, opte pelas tapas, as pequenas porções típicas do país. Entre elas, há uma unanimidade: o pulpo à la galega, que chega dentro de uma panelinha de ferro, em pequenos e tenros pedaços puxados na páprica com nacos de batatas. A carta de vinhos tem um lugar de destaque. São mais cinquenta opções, a maioria delas da Espanha. 

brocheta de vieiras venga
Brocheta de vieira: novidade do cardápio do Venga! (Foto: Leo Feltran)

Venga!: um endereço que serve tapas bem arrumadinho. A casa que nasceu no Rio de Janeiro e migrou para a cidade apresenta um salão caprichado, com mesas altas e baixas, e um balcão com banquetas que separa a cozinha dos clientes. O lugar é frequentando principalmente por uma turma que já passou dos 30 anos. Sucesso por ali é a croqueta de jamón. A bruschetta de vieiras chega na forma de um espetinho em que os moluscos são intercalados com pimentão e cebola. É macia e saborosa. Para beber, a sangria tinta está entre as mais pedidas. Vinhos espanhóis, coquetéis e cervejas (entre elas a de trigo Weiss Damm) completam a oferta de bebidas.  

Veríssimo: o salão todo envidraçado voltado para uma pracinha faz deste endereço um espaço aberto, mesmo estando completamente fechado. Enormes pinturas de Luís Fernando Verissimo decoraram a parede de fundo do bar, que presta homenagem ao escritor gaúcho. Para completar o clima, uma playlist jazzística anima o público que já passou dos 30 anos e está em busca de um ambiente arrumadinho para namorar ou apenas conversar. A carta de drinques é caprichada e apresenta criações como o caribbean feelings, com rum, absinto, açúcar e limão. O restaurante está cada vez mais assumindo uma cozinha inspirada na Espanha e monta um balcão com tapas variadas durante os fins de tarde.

Fonte: VEJA SÃO PAULO