Continua após publicidade

Quinze dias após anúncio, São Paulo inicia testes de Influenza em UBS

Serão 150 mil testes que começam a ser aplicados nesta quinta-feira (30); atendimentos por síndrome gripal aumentam 112% em dezembro

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 27 Maio 2024, 18h58 - Publicado em 29 dez 2021, 11h37

Quinze dias após anunciar que faria testes de Influenza nos postos de saúde da capital, finalmente a Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de São Paulo dará início nesta quinta-feira (30) à testagem rápida para o diagnóstico de casos de Influenza A e B em pessoas que procurarem as UBS (unidades básicas de saúde) com sintomas respiratórios.

+Gripe já representa 23% das internações por síndrome respiratória em SP

Segundo a prefeitura, foram adquiridos 150 000 exames, a serem distribuídos nas 469 UBSs da capital. Embora tenha sido anunciada no dia 15 deste mês, a testagem de fato começa apenas nesta quinta-feira (30), segundo informou a prefeitura. “A decisão de seu uso faz parte de um esforço da Prefeitura de São Paulo para o enfrentamento aos casos provocados pelo vírus influenza”, informou a pasta, em nota.

A gestão do prefeito Ricardo Nunes (MDB) evita falar em surto, mas uma médica do alto escalação da Secretaria Municipal de Saúde já relatou que a cidade vive essa situação desde o dia 14 deste mês.

Desde a semana passada, o atendimento a pessoas com queixas de sintomas respiratórios é feito sem a necessidade de agendamento.

A procedimento busca atender a alta demanda nas unidades de saúde. Dados da própria administração municipal indicam que a quantidade de atendimentos mais do que dobrou neste mês em relação a novembro.

+Capital amplia aplicação da vacina da gripe para todos os públicos

Dados divulgados pela pasta de Saúde dão conta de que em novembro foram realizados um total de 111 949 atendimentos de pessoas com sintomas de gripe. Em dezembro, até a última segunda-feira (27), já são 238 081 os atendimentos de pessoas com queixas de síndrome gripal, numa alta de 112%.

Os números também apontam para uma forte alta na quantidade de casos suspeitos de Covid-19. Em novembro, foram 56 220, cifra que passou para 108 835, num aumento de 92%.

Em termos percentuais, houve uma retração dos casos de suspeitas de Covid-19, passando de 50,2% em novembro, para 45%,7 neste dezembro.

+Exames feitos em farmácias indicam alta de 34% de casos positivos de Covid

Uma interpretação possível dos números é o de que a quantidade de casos de Influenza aumentou. É justamente por isso que a prefeitura pretende fazer os exames, já que nem todos aqueles que apresentem quadro de síndrome respiratória são submetidos ao exame de Covid-19.

Vacina
Além de iniciar os testes, a Secretaria Municipal de Saúde retomou a vacinação contra a gripe nos postos de vacinação na semana passada para todos aqueles que não se imunizaram neste ano. Inicialmente ela foi aberta para públicos prioritários: idosos, gestantes puérperas e crianças até 6 anos e seis meses de idade.

Continua após a publicidade

Ante a baixa procura, desde a última terça-feira (28), ela foi ampliada para todos aqueles que não se vacinaram contra a gripe neste ano.

A eficácia de se vacinar agora para evitar a propagação da doença é questionada por especialistas.

O vírus da gripe predominante atualmente é o da cepa H3N2 Darwin. A vacina disponível –e que está sendo aplicada nos postos de saúde da rede pública e também em laboratórios privados– também tem a cepa H3N2, só que a detectada em Hong Kong, e que circula desde 1968, e, devido a isso, é chamada de H3N2 Hong Kong. O Instituto Butantan, responsável pela vacinação de gripe, deve começar a produzir o imunizante atualizado (contra a H3N2 Darwin) em janeiro.

+ Assine a Vejinha a partir de 6,90 mensais

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.