Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Nova York anuncia vacinação obrigatória para trabalhadores do setor privado

Comprovante de vacinação será exigido para entrada em locais públicos

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 6 dez 2021, 15h55 - Publicado em 6 dez 2021, 15h54

Bill de Blasio, prefeito de Nova York, anunciou nesta segunda-feira (6) que todos os funcionários do setor privado da cidade dos Estados Unidos deverão participar de campanhas de vacinação obrigatórias contra a Covid-19 a partir do dia 27 de dezembro.

Segundo informações do governo, cerca de 184 000 empresas entram na nova regra. A medida ocorre com a confirmação dos primeiros casos da variante Ômicron nos Estados Unidos.

Também a partir da mesma data todos os cidadãos com mais de 12 anos terão que apresentam um comprovante com as duas doses de vacina contra a Covid-19 para poderem entrar em lugares públicos como teatros, bares e restaurantes. No dia 15 de dezembro a prefeitura vai divulgar todos os detalhes da nova regra.

De Blasio sairá do cargo no dia 31 de dezembro e o novo prefeito de Nova York será Eric Adams. De acordo com o atual mandatário, o futuro chefe do executivo nova-iorquino, que também é do partido democrata, está de acordo com as regras adotadas por de Blasio.

Continua após a publicidade

Publicidade