Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Mulheres que amamentam têm prioridade na xepa de vacina em SP

Lactantes com até dois anos de amamentação são prioritárias para receber doses excedentes do imunizante contra Covid-19

Por Redação VEJA São Paulo 19 jun 2021, 12h00

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo, lactantes maiores de 18 anos com até dois anos de amamentação têm prioridade na lista de espera para a ‘xepa’ (doses remanescentes) da vacina contra a Covid-19.

Para se inscrever na lista de espera, basta ir até a unidade de saúde mais próxima de sua casa e informar seus dados pessoais, telefone para contato e apresentar comprovante de endereço e documento de identificação (RG ou CNH).

Caso sobre vacina, o posto ligará para o candidato, que terá de ir imediatamente até o local. Em algumas UBSs, a lista da xepa tem até 6.000 pessoas na fila.

A ordem de prioridade, depois das após as lactantes, inclui estudantes de saúde em fase de estágio. Em seguida, são chamados aqueles com mais de 18 anos. 

Nenhuma unidade de saúde tem autorização para desprezar doses remanescentes, segundo a secretaria. Por dia, são aplicadas entre 1.800 e 2.000 doses excedentes de vacinas contra a Covid-19 nas unidades de saúde.

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade