Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Índice de positividade de testes de varíola do macaco explode e vai a 47%

Na primeira semana de julho, índice era de apenas 18%, segundo dados do Grupo Fleury; estado de São Paulo acumula 76% dos casos do país

Por Clayton Freitas Atualizado em 28 jul 2022, 17h49 - Publicado em 28 jul 2022, 17h11

A positividade de testes para detectar a doença da varíola dos macacos (Monkeypox virus) chegou a 47% de 17 de julho a 23 de julho, segundo dados do Grupo Fleury. Os números indicam uma evolução nas últimas semanas. Na média do mês até agora, atingiu 38%.

+Tribunal dá 10 dias para Hospital da USP explicar cancelamento de concurso

Um dos maiores grupos de medicina diagnóstica do país, com mais de 280 unidades em vários estados, o Fleury passou a empregar a técnica PCR para diagnóstico da doença. O exame, considerado o padrão ouro, consiste na raspagem das lesões e análise de material genético do vírus e está sendo feito em nove estados e no DF.

Segundo a médica Carolina Lázari, infectologista do Grupo Fleury, a alta já era esperada, sobretudo pelo fato da transmissão comunitária já ter se instalado. Um dado que chama a atenção é que todos os casos positivos foram detectados em homens.  “Isso é compatível com o que que está acontecendo na Europa e no Brasil também”, afirma.

Pelos dados da rede de diagnósticos, a positividade vem aumentando rapidamente. Na primeira semana, de 1º a 9 de julho, 18% dos testes deram positivo, porcentual que dobrou na semana seguinte, de 10 de julho a 16 de julho, chegando a 36%.

+Nunes promete início da revisão semafórica da cidade para setembro

Todos os exames do Fleury são enviados para o Instituto Adolfo Lutz, um dos quatro laboratórios de referência nacional. Depois que o instituto recebe a amostra, ela é novamente verificada para então ser comunicada ao Ministério da Saúde.

Dados do Ministério da Saúde indicam que no país são 978 casos confirmados. Destes, 76% são do estado de São Paulo, que concentra 744 registros.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês