Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Doria aprova lei que autoriza visita de cães e gatos em hospitais

Animais devem estar limpos, vacinados e usando guias com coleiras. Tempo e o local de permanência dos bichos será definido caso a caso

Por Redação VEJA São Paulo 7 fev 2018, 19h04

O prefeito João Doria (PSDB) aprovou a lei que libera a visita de animais de estimação a pacientes de hospitais públicos da capital. A decisão foi publicada nesta quarta (7) no Diário Oficial.

  • Cada hospital deve definir o tempo e o local de permanência dos animais. A visita terá de ser agendada previamente, sob autorização do médico responsável pelo paciente e da comissão de infectologia do lugar. 

    A lei estabelece algumas regras para visitação. O pet deve estar limpo e acompanhado de um laudo veterinário que confirme vacinação em dia. Cães e gatos precisam estar encoleirados e, se necessário, usando enforcador e focinheira. Além disso, os bichos deverão estar em recipiente ou caixa adequada.

    O projeto do vereador Rinaldi Digilio (PRB) tramitava desde o ano passado. A proposta é levar “carinho e alegria” aos pacientes internados. “Conforme a psicóloga Karina Schutz, especialista em terapia cognitivo-comportamental e diretora da Pet Terapeuta, tratamentos que utilizam animais na recuperação de pacientes já vêm sendo aplicados em diversos países, contabilizando resultados de sucesso”, defende.

    Continua após a publicidade
    Publicidade