Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Clínicas particulares voltam a receber vacina de febre amarela

Diferentemente dos postos de saúde públicos, onde ocorre o fracionamento da dose, a vacinação em centros particulares será completa

Por Mariana Rosario Atualizado em 7 fev 2018, 13h48 - Publicado em 7 fev 2018, 13h42

Quase um mês após as doses esgotarem, as clínicas particulares de São Paulo, e de todo o Brasil, voltam a receber as vacinas de febre amarela nesta sexta (7).

De acordo com informações do laboratório Sanofi Pasteur, que importa o medicamento da França, o lote foi liberado pela Anvisa em caráter excepcional.

Diferentemente da campanha de vacinação dos postos de saúde públicos, onde a distribuição é fracionada e vale por oito anos, nos centros particulares a dose será completa e valerá por toda a vida do paciente.

De acordo com pesquisa de VEJA SÃO PAULO realizada em janeiro, o preço nesses endereços variava de 137 a 240 reais. Esse lote, no entanto, pode sofrer alteração e o valor deve ser definido por cada clínica.

Em 2017, houve aumento de 300% na demanda de vacinas nas clínicas particulares, em comparação ao ano anterior. O fenômeno se deve pelo surto que ocorre em parte do estado desde o final de 2017.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade