Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Doria anuncia reserva de 12 milhões de doses de CoronaVac para crianças

Uso na faixa etária de 3 a 11 anos ainda depende de aval da Anvisa, o que não tem data para ocorrer

Por Clayton Freitas Atualizado em 8 dez 2021, 14h51 - Publicado em 8 dez 2021, 13h00

O governador João Doria (PSDB) anunciou que o estado de São Paulo reservará 12 milhões de doses da vacina  CoronaVac para aplicação em crianças de 3 anos a 11 anos de idade.

Ele disse que um novo pedido será feito à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). O primeiro, em agosto último, foi rejeitado pela agência. Desta vez o pedido será enviado com estudos do laboratório chinês Sinovac comprovando a eficácia nessa faixa etária.

+ Cidades do ABC paulista cancelam festas de final de ano e Carnaval

Doria afirmou que entre os países que já aplicam o imunizante em crianças estão a China, Filipinas, Chile e Equador. “O Instituto Butantan entende que é hora de iniciar a vacinação de crianças no Brasil, e a CoronaVac se mostra segura”, afirmou.

A informação foi divulgada durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes nesta quarta-feira (8).

Continua após a publicidade

Doria disse ainda que enviou na manhã desta quarta-feira um ofício ao Ministério da Saúde solicitando imediatamente que o governo federal implemente o passaporte da vacina para viajantes que entrem no país. “Esta é a forma correta de agir, de prevenir e estabelecer procedimentos que a saúde recomenda”, disse.

+ Conheça 5 iniciativas que melhoram o Natal de quem vive nas ruas

Ele alegou que mais de um terço dos voos internacionais que chegam ao Brasil são por São Paulo. O estado também abriga o maior porto da América Latina, o de Santos, na Baixada Santista.

A medida, porém, foi descartada pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. No lugar do passaporte, o governo federal instituiu uma quarentena de cinco dias para quem visitar o país.

Continua após a publicidade

Publicidade