Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Conheça 5 iniciativas que melhoram o Natal de quem vive nas ruas

Ações têm distribuição de marmitas, ceias, presentes e panetones; saiba como ajudar

Por Júlia Rodrigues Atualizado em 9 dez 2021, 19h54 - Publicado em 8 dez 2021, 12h56

O último censo realizado pela Prefeitura de São Paulo, em 2019, revelou que cerca de 24 000 pessoas viviam nas ruas da cidade. Esse número é 53% maior que o registrado pelo censo de 2015, que contabilizava cerca de 16 000 pessoas sem moradia.

+ São Paulo faz força-tarefa para aplicar 2ª dose em população de rua

Para o Movimento Estadual da População em Situação de Rua (MEPSR-SP), no entanto, o índice chega a mais de 66 000 e indica um agravamento da situação durante a pandemia de Covid-19.

Foi devido à crise econômica e social provocada pela pandemia, inclusive, que a gestão de Ricardo Nunes (MDB) decidiu antecipar um novo estudo. A previsão é que o resultado saia até maio do ano que vem.

+ Sem emprego e sem comida, famílias inteiras saem da periferia para viver nas calçadas do Centro

Com as celebrações de fim de ano se aproximando, algumas ONGs decidiram tornar o Natal dessas pessoas mais feliz. Saiba quais são as iniciativas e como ajudar.

1. Natal Invisível (SP Invisível)

A SP Invisível surgiu em 2014 com o objetivo de humanizar as pessoas em situação de rua por meio de suas histórias. Por isso, além da distribuição de alimentos, agasalhos e outros itens básicos, o trabalho de André Soler, Vinícius Lima e outros voluntários é ouvir essas pessoas, oferecer apoio e companhia. Em 2021, uma das campanhas anuais, o “Natal Invisível“,  promove ceias de Natal  na sede do Cisarte (Centro de Inclusão pela Arte, Cultura, Educação e Trabalho) durante o mês de dezembro. As ceias acontecem de terça a sábado em um espaço enfeitado com luzes, árvores de Natal e mesas decoradas, além de apresentações de música e outras atividades, até o dia 17 deste mês.

“A questão é promover um Natal com dignidade. Este ano é a primeira vez que fazemos nesse espaço [Cisarte]. Foi incrível ver a felicidade deles. Eles olhavam e diziam ‘a gente não merece tanto'”, diz Luciene, administradora do Centro, sobre a parceria desenvolvida com a SP Invisível.

+ Ator Marcos Oliveira é internado em hospital público do RJ

“Mais do que o alimento, a população em situação de rua precisa ser cuidada. E levar um momento de Natal foi a forma que encontramos de cuidar dessas pessoas. Naquele dia, nós somos a família daquelas pessoas e, como família, estamos ali para conversar, compartilhar, trocar ideia”, ressalta André, um dos fundadores da ONG.

Um menino sentado em uma poltrona vermelha na inauguração do
Inauguração da campanha “Natal Invisível”: ceias que matam a fome e promovem integração. SP Invisível/Divulgação

A partir do dia 20, a ceia será móvel e acontecerá em um caminhão enfeitado, com distribuição de marmitas nas regiões de concentração de pessoas em situação de rua na capital.

As doações para as ceias de Natal e para outras ações podem ser feitas pelo site da organização.

2. Associação Beneficente e Comunitária do Povo 

No mesmo estilo das ceias natalinas comunitárias, a Associação Beneficente e Comunitária do Povo (ABCP) promove em seu centro de acolhimento uma festa de confraternização para as pessoas em situação de rua. A ceia, que no ano de 2020 teve de ser realizada na Praça da Sé devido à pandemia, retorna à sede da associação este ano na manhã do dia 18 de dezembro, um sábado.

“A gente faz um super ceia de Natal mesmo. Como as coisas estão se normalizando, vamos abrir a casa para que eles possam sentar à mesa e se servir”, explica Bruna, responsável pela campanha.

+ Por celular, homem é atacado com mata-leão por bandido em Higienópolis

Pessoas em situação de rua aproveitam ceia de Natal na ABCP
Ação de Natal da Associação Beneficente e Comunitária do Povo antes da pandemia: a casa estará aberta novamente com mesas postas e acolhimento. Associação Beneficente e Comunitária do Povo/Divulgação

Além da comida, serão oferecidos espaços para banho, com distribuição de roupas e kits de higiene. A campanha “Natal por R$ 10,00” atende, em média, 100 homens em situação de rua, o público mais recorrente nos serviços da associação.

As doações para a ceia podem ser feitas por este link. Para doar para outras ações, é só acessar o site da ONG.

3. Anjos da Noite

Continua após a publicidade

A ONG Anjos da Noite, fundada em 1989 por Kaká Ferreira e José Amato, surgiu como uma maneira de amenizar a fome e o frio das pessoas em situação de rua na capital. Hoje o projeto desenvolve várias ações, como distribuição de alimentos e agasalhos, e conta com a ajuda de voluntários.

Em 2021, serão entregues ceias de Natal e panetones em uma das kombis da organização nos dias 18 e 24 de dezembro, no centro da capital.

Um grupo de pessoas em frente à kombi da ONG Anjos da Noite.
Os Anjos da Noite: voluntários amenizam o frio com cobertas e calor humano. ONG Anjos da Noite/Reprodução

+Cidades do ABC paulista cancelam festas de final de ano e Carnaval

“Ser um Anjo da Noite nada mais é do que agir na direção da solidariedade para a formação de um mundo mais justo e feliz, razão pela qual o Grupo Anjos da Noite vivencia, entre outras, a seguinte premissa: Todos os Problemas são Problemas de Todos’, explica Kaká Ferreira no site da organização.

As doações para as ceias natalinas e para outras ações podem ser feitas pelo site da ONG.

4. Serviço Franciscano de Solidariedade

O SEFRAS (Serviço Franciscano de Solidariedade) é uma organização humanitária que luta contra a fome, violações de direitos e que promove inserção econômica e social de pessoas em situação vulnerável. A associação possui centros nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro e atua com cinco públicos: população de rua, idosos sozinhos, pessoas acometidas pela hanseníase, imigrantes e refugiados e crianças e adolescentes carentes.

A campanha “Natal Franciscano Alimenta Vidas” surgiu em meio a um aumento do número de atendimentos da organização. Segundo dados do próprio SEFRAS, desde março de 2020, as procuras por ajuda triplicaram.

Voluntários do SEFRAS distribuem refeições às pessoas em situação de vulnerabilidade.
As campanhas do Serviço Franciscano de Solidariedade: “Acolher, Cuidar e Defender a Vida” é o lema. SEFRAS/Reprodução

“É uma campanha para dar esperança a todos neste ‘pós pandemia’, se é que já podemos chamar assim. São pessoas que vivem torturadas pela fome e pobreza extrema que precisam de um pouco de oportunidades para mudar”, afirma o gestor de Desenvolvimento Institucional do serviço franciscano, Rodrigo Zavala.

+ Sesc São Paulo realiza retrospectiva de filmes brasileiros lançados no último ano

Para evitar aglomerações, cada casa terá festas em dias diferentes e separadas por públicos, que vão do dia 11 ao dia 23 de dezembro. Além da ceia, as crianças ganharão presentes e as famílias, cestas natalinas.

Para doar, acesse o site da organização.

5. Quentinhas do Arouche 

O Quentinhas do Arouche é um projeto social que surgiu durante a pandemia. Desde maio de 2020, um grupo de voluntários entrega marmitas para pessoas em situação de rua no Largo do Arouche todos os finais de semana.

Em 2021, as entregas passaram a acontecer todos os domingos e atendem cerca de 200 pessoas por dia. O projeto trabalha em um ponto fixo e, sempre às 11h da manhã, é possível ver os voluntários – chamados de “volunqueers”, uma referência ao termo “queer“, da comunidade LGBT – trajando coletes cor de rosa e levando uma bandeira do movimento LGBT.

Voluntários do projeto tiram selfie. Eles trajam coletes cor-de-rosa e levam consigo uma bandeira LBGT.
Voluntários do projeto Quentinhas do Arouche: distribuição de comida fresquinha e muito amor. Quentinhas do Arouche/Divulgação

A ação de Natal ocorre no dia 26 de dezembro e, além da quentinha com macarronada, água mineral, pão e docinho, serão entregues mini panetones. Também serão distribuídos kits de higiene, em parceria com o projeto Banho Solidário SP.

Para doar para a campanha natalina e para as campanhas de sempre é só entrar em contato pelo Instagram do projeto.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)