Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

60% dos que testam positivo para a Covid-19 não apresentam nenhum sintoma, diz estudo

Estudo considerou 26 sintomas possíveis que poderiam aparecer na semana anterior à realização do teste

Por Redação VEJA São Paulo 11 fev 2021, 16h33

Um estudo do Imperial College London divulgado nesta semana apontou que 60% dos infectados com a Covid-19 não apresentaram nenhum sintoma uma semana antes de testarem positivo para a doença.

A ausência de sinais claros da presença da doença dificulta ainda mais o controle e o mapeamento dos casos do vírus. O estudo contou com a participação de cerca de 1,1 milhões de voluntários no Reino Unido, com idade a partir de 5 anos.

A pesquisa, parte do estudo React-1, colhe amostras por meio do teste do tipo PCR de mais de 150 000 cidadãos britânicos todo mês. Do total de participantes entre junho de 2020 e janeiro, 6 451 tiveram resultado positivo para a doença: destes, 3 881 não tiveram nenhum dos sintomas da Covid-19.

Os cientistas reuniram 26 sintomas e 60,2% dos infectados relataram que não apresentaram nenhum deles na semana anterior ao teste da doença. Outro dado é que 1 198 infectados não apresentaram também nenhum dos sintomas mais comuns da Covid-19, como febre, tosse, perda de olfato e paladar.

Também entre os que apresentaram sintomas, os mais comuns entre adultos de 18 a 54 anos foram perda de apetite, dores musculares, febre e tosse. Já entre crianças e adolescentes entre 5 e 17 anos, dor de cabeça foi o mais relatado. Os resultados são preliminares e mais detalhes do estudo devem ser divulgados no British Medical Jornal.

Continua após a publicidade
Publicidade