Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Ministério da Saúde compra mais 54 milhões de doses da CoronaVac

A pasta assinou o contrato de compra que já havia sido confirmada em janeiro deste ano

Por Redação VEJA São Paulo 16 fev 2021, 18h15

O Ministério da Saúde assinou um contrato com o Instituto Butantan na última segunda-feira (15) que garante a compra de 54 milhões de doses da vacina CoronaVac. O imunizante contra Covid-19 é desenvolvido pelo instituto em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

Em janeiro, a pasta já havia confirmado a aquisição, no entanto, a assinatura que oficializa a compra não tinha sido feita até então. O Ministério da Saúde já havia adquirido outras 46 milhões de doses da vacina que, segundo o ministro da pasta, Eduardo Pazuello, em entrevista coletiva ainda em janeiro, devem ser entregues até 30 de abril. As 54 milhões de doses se somam à esta leva e configuram o total de 100 milhões de doses que devem ser entregues até setembro.

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, confirmou à GloboNews a assinatura do contrato. O Ministério da Saúde afirmou que, além da CoronaVac, o Brasil vai receber mais 42,5 milhões de doses de vacinas fornecidas pelo Consórcio Covax Facility até dezembro. A pasta ainda relatou que estão contratadas mais 222,4 milhões de doses pela Fundação Oswaldo Cruz — a entrega se iniciou no mês passado, com 2 milhões de doses. 

Em nota, a Saúde também disse que irá comprar mais 10 milhões de doses da vacina Sputnik V e mais 30 milhões de doses da Covaxin, que devem chegar ao país entre março e maio. A pasta afirmou que está em negociação com outros laboratórios para ampliar, ainda em 2021, as 364,9 milhões de doses que o Brasil tem atualmente contratadas.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade