Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Butantan deve tentar nova liberação da CoronaVac para crianças somente em 2022

Anvisa negou pedidos anteriores alegando falta de dados

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 7 dez 2021, 15h29 - Publicado em 7 dez 2021, 15h28

Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, afirmou que a entidade paulista deve protocolar um novo pedido para o registro definitivo da CoronaVac na Anvisa em 2022. Atualmente a vacina está autorizada somente para maiores de 18 anos, sem aval para a aplicação em crianças e adolescentes.

+ Sinovac anuncia versão da CoronaVac adaptada à Ômicron

Em entrevista para a Globonews, Covas afirmou que o Butantan contratou estudos de imunogenicidade em um laboratório internacional, que devem ser finalizados em janeiro de 2022. Em agosto a Anvisa negou um pedido do Butantan para a inclusão de crianças e adolescentes na bula da vacina, alegando falta de dados do Butantan e da farmacêutica Sinovac.

Segundo Covas, os estudos da época foram feitos por uma entidade que não foi aceita pela Anvisa, que exigiu a realização de testes apenas em laboratórios de certificação internacional. O Butantan, segundo o diretor, contratou um desses laboratórios, que elaboram os estudos em um prazo mais demorado. Quando os resultados forem emitidos, o instituto deve apresentar mais uma vez o pedido de liberação para a Anvisa.

 

 

 

Continua após a publicidade

Publicidade