Clique e assine por apenas 5,90/mês

Tijolo Bar

Tipos de Bares:

VejaSP:

Endereço: Rua Horácio Lane, 207, Vila Madalena - São Paulo -

Telefone: (11) 26153709

Horário:

segunda-feira 12:00 - 15:00

terça-feira 12:00 - 15:00

quarta-feira 12:00 - 15:00

quinta-feira 12:00 - 15:00 - 19:00 - 22:00

sexta-feira 12:00 - 15:00 - 19:00 - 22:00

sábado 12:00 - 15:00 - 19:00 - 22:00

domingo 14:00 - 20:00

Domingos alternados

Resenha por Saulo Yassuda

A pandemia chegou no meio da montagem do Tijolo Bar. Em vez de os sócios — o chef Ive Rebelo e a arquiteta Thaís Cavalcante — desistirem do projeto do primeiro bar, decidiram levar o negócio adiante. Simplificaram a operação, revisaram os custos e foram abrindo aos poucos. Quem saiu ganhando foi o cliente, que desfruta um cardápio de bons preços em um espaço com janelões e plantas penduradas no teto. O menu, que aos poucos vai ficando mais recheado, tem sotaque mineiro, assim como o sócio-cozinheiro que já passou por endereços como Tuju, Petí Gastronomia e Animus. Seu pão de queijo, que leva um mix de provolone e queijo da serra da Canastra, recebe recheios como pernil desfiado (R$ 24,00, cinco unidades) e tomate assado com picles de cebola-roxa (R$ 20,00, cinco). Também alegra o paladar o bolinho de feijão com uma “surpresa” no centro: pimenta-biquinho em conserva (R$ 20,00, oito). No almoço durante a semana, há uma seleção de pratos que custam de R$ 15,00 a R$ 23,00. No lugar da cervejinha (R$ 12,00 a Três Fidalgas de 600 mililitros), dá para pedir um dos coquetéis preparados por Thaís. O coado (R$ 20,00) leva cachaça envelhecida, café e limão.

Checado no mês de outubro de 2020.

    A pandemia chegou no meio da montagem do Tijolo Bar. Em vez de os sócios — o chef Ive Rebelo e a arquiteta Thaís Cavalcante — desistirem do projeto do primeiro bar, decidiram levar o negócio adiante. Simplificaram a operação, revisaram os custos e foram abrindo aos poucos. Quem saiu ganhando foi o cliente, que desfruta um cardápio de bons preços em um espaço com janelões e plantas penduradas no teto. O menu, que aos poucos vai ficando mais recheado, tem sotaque mineiro, assim como o sócio-cozinheiro que já passou por endereços como Tuju, Petí Gastronomia e Animus. Seu pão de queijo, que leva um mix de provolone e queijo da serra da Canastra, recebe recheios como pernil desfiado (R$ 24,00, cinco unidades) e tomate assado com picles de cebola-roxa (R$ 20,00, cinco). Também alegra o paladar o bolinho de feijão com uma “surpresa” no centro: pimenta-biquinho em conserva (R$ 20,00, oito). No almoço durante a semana, há uma seleção de pratos que custam de R$ 15,00 a R$ 23,00. No lugar da cervejinha (R$ 12,00 a Três Fidalgas de 600 mililitros), dá para pedir um dos coquetéis preparados por Thaís. O coado (R$ 20,00) leva cachaça envelhecida, café e limão.

    Checado no mês de outubro de 2020.