Esquina Mocotó (Desde 2013)

Tipos de Restaurantes: Brasileiros
VejaSP
starsstarsstarsstarsstars
Endereço: Avenida Nossa Senhora do Loreto, 1108 - Vila Medeiros - São Paulo - SP ver no mapa
Telefone: (11) 29497049
Horário:
segunda-feira
Fechado
terça-feira
12:00 - 15:00 - 19:30 - 23:00
quarta-feira
12:00 - 15:00 - 19:30 - 23:00
quinta-feira
12:00 - 15:00 - 19:30 - 23:00
sexta-feira
12:00 - 15:00 - 19:30 - 23:00
sábado
12:00 - 17:00 - 19:30 - 23:00
domingo
12:00 - 17:00
payment

Formas de pagamento

Cartões de crédito: Visa, Mastercard, Diners e American Express
Cartões de débito: Visa Electron, Rede Shop e Maestro

check_circle

Informações adicionais

Estacionamento/Valet (R$ 20,00), Acesso para deficientes, Lugares/Capacidade total (72), Comida (couvert) (R$ 9,90), Levar vinhos (permite) (R$ 20,00)

Resenha por Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

Se existe um cozinheiro inquieto, ele se chama Rodrigo Oliveira. Depois de ajudar na consagração do mocotó, montado por seu pai, José de Almeida, como um botequim num dos extremos da Zona Norte quatro décadas atrás, ele abriu o vizinho, Esquina Mocotó, há quatro anos. O chef fez dali seu território para lançar excelentes receitas, renovadas constantemente. Ou seja, ele prepara um menu sem tédio. Acabam de chegar lá a tainha sobre cuscuz de semolina com grão-de-bico, semente de abóbora, castanha-de-caju e chips de cebola (R$ 58,90) e a costelinha suína desossada ao molho agridoce de hibisco com batata-doce assada, rabanete e abacaxi ao molho cítrico de pimentas cambuci e dedo-de-moça (r$ 48,90). Uma duradoura exceção no cardápio desde a inauguração, a porcaria (R$ 46,90 a porção pequena) é um tentador mix de beliscos. Só gostosuras de porco: croquete, carne na lata, linguiça artesanal, três tipos de salame e presunto cru nacional. Os dadinhos de tapioca que Rodrigo, num lampejo de genialidade, criou para a casa-mãe em 2006 e que vêm sendo copiados à exaustão também estão no menu. Custa R$ 24,90 a porção com doze unidades.

Preços checados em setembro de 2017. 

    Comer e beber

    • 2017 - Vencedor

      Melhor Brasileiro Comer & Beber .

      Se existe um cozinheiro inquieto, ele se chama Rodrigo Oliveira. Depois de ajudar na consagração do mocotó, montado por seu pai, José de Almeida, como um botequim num dos extremos da Zona Norte quatro décadas atrás, ele abriu o vizinho, Esquina Mocotó, há quatro anos. O chef fez dali seu território para lançar excelentes receitas, renovadas constantemente. Ou seja, ele prepara um menu sem tédio. Acabam de chegar lá a tainha sobre cuscuz de semolina com grão-de-bico, semente de abóbora, castanha-de-caju e chips de cebola (R$ 58,90) e a costelinha suína desossada ao molho agridoce de hibisco com batata-doce assada, rabanete e abacaxi ao molho cítrico de pimentas cambuci e dedo-de-moça (r$ 48,90). Uma duradoura exceção no cardápio desde a inauguração, a porcaria (R$ 46,90 a porção pequena) é um tentador mix de beliscos. Só gostosuras de porco: croquete, carne na lata, linguiça artesanal, três tipos de salame e presunto cru nacional. Os dadinhos de tapioca que Rodrigo, num lampejo de genialidade, criou para a casa-mãe em 2006 e que vêm sendo copiados à exaustão também estão no menu. Custa R$ 24,90 a porção com doze unidades.

      Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

    • 2016 - Indicado

      Restaurantes brasileiros Comer & Beber .

      Responsável também pela cozinha do vizinho e premiado Mocotó, Rodrigo Oliveira usa o Esquina Mocotó para fazer receitas autorais. À sua maneira, o chef reinterpreta o Brasil em pratos como o saboroso arroz de galinheiro (com milho, pequi e ovo num caldo untuoso que cola na boca; R$ 48,90) e a costelinha de javali com cuscuz de milho de jeitão sertanejo, feijão-de-corda e folhas refogadas (R$ 44,90). Embora tenha um conceito interessante, o ceviche de pé de porco (cubos cozidos de carne no tucupi, com limões taiti e siciliano, mandiopã e batata-doce; R$ 28,90) entusiasma menos. (Preços checados em setembro/outubro de 2016).

      Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

    • 2015 - Vencedor

      Restaurantes brasileiros Comer & Beber .

      Mesmo a 20 quilômetros do centro, o Esquina Mocotó vale a viagem. Como seu irmão mais velho, o vizinho restaurantebotequim Mocotó, tornou-se um sucesso, com filas na porta nos fins de semana. Quem não chega cedo dá de cara com uma espera que ultrapassa facilmente uma hora e meia. O ímã para gente de todos os cantos da capital são os pratos de Rodrigo Oliveira. Não existe mesmice no cardápio montado por ele, já que as receitas estão sempre em renovação. Embora nascido em São Paulo, o chef se inspira em culinária do sertão nordestino, de onde vem seu pai, Seu Zé, fundador da casa- mãe. Já ouviu falar de bodeburguer (R$ 29,90)? Lá tem. O bife de carne moída de cabrito, rosado e servido num pão feito lá mesmo, leva maionese de queijo de cabra e vinagrete de abóbora, ce bolaroxa, tomate e coentro. Numa mistura de terra e mar, o polvo grelhado vem com caldo de suã (espinhaço do porco), angu em cubos, acelga refogada e minirrabanete. Sai por R$ 58,90. (Preços checados em setembro/outubro de 2015.)

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    • 2014 - Vencedor

      Restaurantes brasileiros Comer & Beber .

      Embora tenha nascido em São Paulo, Rodrigo Oliveira, eleito o chef do ano nesta edição, está focado nas raízes nordestinas de seus pais quando o assunto é gastronomia. “Achava que faria receitas de todo o Brasil, como o barreado paranaense, mas percebi que, se ficasse apenas no sertão do Nordeste, teria um mundo ali”, conta. Com essa ideia cozinhando na cabeça, Rodrigo se juntou a três sócios investidores e abriu em 2013 o Esquina Mocotó, colado ao sempre fervido Mocotó. Se na casa montada pelo pai, seu José, ele renova os marcantes pratos agrestes sem descaracterizá-los, no endereço caçula o cozinheiro põe à prova as próprias invenções. E cobra um pouco mais por isso: os preços são em média 20% superiores aos praticados no Mocotó. Mas vale muito a pena. Cozido em baixa temperatura, o ovo é colocado sobre uma paçoca de pato, feita com a carne da ave pilada com farinha de mandioca (R$ 28,90). De textura sedosa, o cuscuz de frango, linguiça defumada, abóbora e abobrinha é enriquecido por caldo de galinha feito lá mesmo, acrescido de farinha-d’água e de milho (R$ 22,90). O chef faz também, aos sábados, uma apetitosa versão da feijoada nordestina, com feijão-mulatinho, bacon, costelinha de porco, linguiça, língua bovina, maxixe, chuchu, abóbora e quiabo. Custa R$ 69,90 (para dois).Toda a originalidade se repete nas sobremesas, que incluem a panacota coberta por geleia de umbu (R$ 14,90). Na linha restaurante de muitos predicados, o Esquina Mocotó tem ainda uma bela carta de vinhos apenas com rótulos sul-americanos e portugueses, além de um barman, Aharon Rosa, que prepara drinques incríveis com cachaça. (Preços checados em setembro/outubro de 2014).

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    • 2014 - Vencedor

      Restaurantes chef do ano Comer & Beber .

      O cozinheiro paulistano de 34 anos tinha o sonho de se tornar engenheiro ambiental. Com talhe esguio e 1,90 metro de altura, também poderia ser modelo, desses de creme de barbear ou mesmo de passarela — basta perceber os suspiros de algumas moças quando ele circula entre as mesas. No entanto, todos os dias o chef esquenta a barriga no fogão do Esquina Mocotó, localizado ao lado do Mocotó, na Zona Norte. Na nova casa, tem desenvolvido um trabalho primoroso desde a inauguração, em maio do ano passado. “Eu me apaixonei definitivamente pela culinária brasileira quando cursava engenharia”, lembra. Trata-se de uma escolha, digamos, tardia, pois desde criança Rodrigo batia cartão no boteco do pai, o pernambucano José Oliveira de Almeida. O primeiro passo foi se matricular na faculdade de gastronomia. Na escola, venceu um concurso de petiscos de botequim ao revisar, com sabedoria, as receitas do sertão nordestino do cardápio montado pelo pai. Ficou tão bom que Rodrigo começou a chamar a atenção até de críticos internacionais, entre os quais o inglês Nicholas Lander, do Financial Times. No Esquina, o autor de pedidas deliciosas e consagradas, como os dadinhos de tapioca, sentiu-se ainda mais à vontade para criar. Faz pratos saborosos e de nome divertido, a exemplo do arroz de galinheiro, espécie de risoto caipira, e da paçoca de pato, que traz a carne da ave pilada com farinha de mandioca. Acerta até em estrangeirismos na sua ótica, como o ótimo porco burger, um hambúrguer suíno no pão de mandioca assado lá mesmo. (Preços checados em setembro/outubro de 2014).

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    • 2013 - Indicado

      Restaurantes bom e barato Comer & Beber .

      Colado ao vizinho e sempre lotado Mocotó, esse novo e ótimo restaurante do chef Rodrigo Oliveira difere do irmão mais velho. Se no endereço anterior o cozinheiro se dispôs a renovar sem descaracterizar os tradicionais pratos nordestinos de seu pai, Zé Oliveira, aqui ele elabora as próprias receitas. São pedidas modernas que põem o paladar brasileiro em primeiro plano. No pequeno cardápio, há delícias em porções fartas como o copa lombo (R$ 34,90) na companhia de purê e conserva de abóbora mais castanha-do-pará caramelada que ele faz com a ajuda do subchef Rafael Coutinho. Ainda com essa mesma carne suína misturada a pernil, há o porcobúrguer (R$ 24,90), um ótimo hambúrguer no pão de mandioca com folhas de mostarda e uma maionese discretamente picante. Peixe amazônico, o pirarucu vem com um fantástico cuscuz de farinha de mandioca bolinha (R$ 39,90). Confiadas à confeiteira Mariana Dias, as sobremesas incluem a panacota coberta por geleia de umbu (R$ 14,90). Rodrigo também con contratou um barman inglês, Ahron Rosa, e encomendou uma carta de vinhos com rótulos sul-americanos e portugueses às especialistas Jô Barros e Sônia Denicol, que montaram a carta junto com Vilmar Oliveira, o sommelier do restaurante. (Preços checados em setembro/outubro de 2013).

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    • 2013 - Indicado

      Restaurantes restaurateur Comer & Beber .

      Colado ao vizinho e sempre lotado Mocotó, esse novo e ótimo restaurante do chef Rodrigo Oliveira difere do irmão mais velho. Se no endereço anterior o cozinheiro se dispôs a renovar sem descaracterizar os tradicionais pratos nordestinos de seu pai, Zé Oliveira, aqui ele elabora as próprias receitas. São pedidas modernas que põem o paladar brasileiro em primeiro plano. No pequeno cardápio, há delícias em porções fartas como o copa lombo (R$ 34,90) na companhia de purê e conserva de abóbora mais castanha-do-pará caramelada que ele faz com a ajuda do subchef Rafael Coutinho. Ainda com essa mesma carne suína misturada a pernil, há o porcobúrguer (R$ 24,90), um ótimo hambúrguer no pão de mandioca com folhas de mostarda e uma maionese discretamente picante. Peixe amazônico, o pirarucu vem com um fantástico cuscuz de farinha de mandioca bolinha (R$ 39,90). Confiadas à confeiteira Mariana Dias, as sobremesas incluem a panacota coberta por geleia de umbu (R$ 14,90). Rodrigo também con contratou um barman inglês, Ahron Rosa, e encomendou uma carta de vinhos com rótulos sul-americanos e portugueses às especialistas Jô Barros e Sônia Denicol, que montaram a carta junto com Vilmar Oliveira, o sommelier do restaurante. (Preços checados em setembro/outubro de 2013).

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    Comentários
    Deixe um comentário

    Olá, ( log out )

    * A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s