Chocolat du Jour – Cerqueira César (Desde 1987)

Tipos de Comidinhas: Chocolates
VejaSP
starsstarsstarsstarsstars
Endereço: Rua Haddock Lobo, 1421 - Pateo Jardins - Cerqueira César - São Paulo - SP ver no mapa
Telefone: (11) 31682720(11) 30623857
Horário:
segunda-feira
10:00 - 20:00
terça-feira
10:00 - 20:00
quarta-feira
10:00 - 20:00
quinta-feira
10:00 - 20:00
sexta-feira
10:00 - 20:00
sábado
10:00 - 20:00
domingo
12:00 - 20:00
payment

Formas de pagamento

Cartões de crédito: Visa, Mastercard, Diners e American Express
Cartões de débito: Visa Electron, Rede Shop e Maestro

check_circle

Informações adicionais

Entrega em domicílio ((11) 31682720), Acesso para deficientes, Lugares/Capacidade total (12)

Resenha por Fábio Galib e Gabrielli Menezes

Nenhuma dieta resiste aos chocolates de Claudia Landmann. Com matéria-prima de qualidade, proveniente do sul da Bahia, a proprietária da rede produz barras de diferentes gradações de cacau (45%, 53% e 70%, a R$ 22,00 cada peça de 80 gramas) e deliciosas trufas em versões como ao leite, crocante e champanhe (R$ 7,00 a unidade). Vale acomodar-se em uma das mesinhas e pedir o chocolate quente, ali chamado à francesa de choco chaud (R$ 15,80). Por sua vez, o choco froid (R$ 25,00) é opção gelada combinada a caramelo com flor de sal (R$ 22,50).

Preços checados em setembro de 2017.

    NOVIDADE AZEDINHA

    A unidade do Shopping Cidade Jardim foi reformada e sua fachada recebeu um revestimento texturizado feito com a casca da amêndoa do cacau. Entre os produtos também há novidades, assim como nas outras lojas da rede. Uma delas é o choco disco de maracujá, que consiste em um disquinho de chocolate recheado de caramelo e de polpa da fruta (R$ 168,00 a lata de 250 gramas).

    Preços checados em fevereiro de 2018.

    Comer e beber

    • 2017 - Participante

      chocolates Comer & Beber .

      Nenhuma dieta resiste aos chocolates de Claudia Landmann. Com matéria-prima de qualidade, proveniente do sul da Bahia, a proprietária da rede produz barras de diferentes gradações de cacau (45%, 53% e 70%, a R$ 22,00 cada peça de 80 gramas) e deliciosas trufas em versões como ao leite, crocante e champanhe (R$ 7,00 a unidade). Vale acomodar-se em uma das mesinhas e pedir o chocolate quente, ali chamado à francesa de choco chaud (R$ 15,80). Por sua vez, o choco froid (R$ 25,00) é opção gelada combinada a caramelo com flor de sal (R$ 22,50). (Preços checados em setembro de 2017).

      Fábio Galib e Gabrielli Menezes

    • 2016 - Participante

      Comidinhas chocolates Comer & Beber .

      Em três décadas, Claudia Landmann transformou a pequena fábrica de trufas em uma bem-sucedida marca de chocolates. A empresária se vale de matéria-prima de qualidade, proveniente do sul da Bahia, para fazer seus ótimos produtos. Incluem-se na seleção a barra meio amarga em formato de quebra-cabeça (95 gramas; R$ 37,00) e os chocodiscos (recheados de caramelo com flor de sal em porção de 210 gramas; R$ 167,00). Para consumir lá mesmo, prove o choco chaud (R$ 15,80), um cremoso chocolate quente nas versões ao leite e amargo. Cai bem com a trufa de cachaça (R$ 6,50). (Preços checados em setembro/outubro de 2016).

      Fábio Galib, Mônica Santos e Jennifer Detlinger

    • 2015 - Participante

      Comidinhas chocolates Comer & Beber .

      Perto de completar o trigésimo aniversário, a marca idealizada por Claudia Landmann mantém a qualidade dos produtos ano após ano, sempre com alguma novidade. A mais recente delas é uma parceria com Carla Saueressig, à frente da Loja do Chá — Tee Gschwendner, que fica no Shopping Iguatemi. Nasceu daí uma infusão de chocolate feito com as amêndoas do cacau cultivado nas Fazendas Reunidas do Vale do Juliana, na região de Pratigi, Bahia. Muito aromática, a bebida pode ser servida quente ou fria. Nessa última opção, chega em uma bonita taça com pedras de gelo (R$ 8,90). Para preparar em casa, a latinha com 150 gramas do produto custa R$ 68,00 e rende em torno de quarenta xícaras. As vitrines exibem bonitos bombons de chocolate ao leite, entre eles o de caramelo com flor de sal (R$ 6,00 cada um) e o de cereja (R$ 8,00). Entre as trufas, agradam os recheios crocante e de quentão (R$ 6,50 cada), disponível apenas na época das festas juninas. O brigadeiro de colher, vendido em pote de vidro de 400 gramas, custa R$ 54,00. (Preços checados em setembro/outubro de 2015).

      Mariana Oliveira

    • 2014 - Indicado

      Comidinhas chocolates Comer & Beber .

      Sabe quando um caso de amor atinge o sonhado momento de conforto e equilíbrio, mas mesmo assim a vontade de conquistar o outro continua presente? Assim parece a relação de Claudia e Patricia Landmann com o cacau. Não se trata de uma paixão recente, haja vista os 27 anos da marca. Isso significa que todas as etapas do processo, das amêndoas cultivadas na Bahia, como as da linha pratigi, à confecção dos bombons são dominadas à perfeição. Com a técnica aprimorada, resta brincar na apresentação das delícias. De vez em quando, há, por exemplo, um pão de mel bem aromático no palito de picolé. Lançamento de inverno, a musse de chocolate vem servida dentro de uma taça bem alta nas unidades dos Jardins e do Shopping Cidade Jardim. No topo, é disposta uma meia esfera de chocolate amargo. Em seguida, a atendente despeja uma calda quente de fruta, como a de damasco e maracujá, que derrete a esfera e cria uma última camada de cobertura (R$ 23,00). Os preços são altíssimos. Mas vale a pena se dar de presente uma trufa de champanhe, chocolate branco ou crocante (R$ 6,00), só para manter a chama (da gula) acesa. (Preços checados em setembro/outubro de 2014.)

      Helena Galante e Sophia Braun

    • 2013 - Participante

      Comidinhas chocolates Comer & Beber .

      A mudança de endereço nos Jardins trouxe boas novidades à marca, que agora dispõe ali de um convidativo deque. Grande parte dos chocolates gostosos e lindamente decorados é vendida em embalagens já fechadas — o que pode decepcionar um pouco quem adora montar caixas sortidas com um bombom de cada sabor. Uma boa alternativa é pedir a degustação de dez unidades (R$ 38,00), para comer na hora. Aparecem na seleção versões da linha pratigi, feitas de cacau brasileiro, e também tabletes de frutas como jabuticaba, caju e maracujá, entre outros sabores, que explodem na boca como os doces de criança. As trufas do dia, marca registrada da loja, custam R$ 5,50 cada uma. A melhor delas, a de champanhe, apresenta cremosidade exemplar. (Preços checados em setembro/outubro de 2013).

      Helena Galante e Sophia Braun

    • 2012 - Indicado

      Comidinhas chocolates Comer & Beber .

      Suas duas indicações pelo júri de especialistas deste ano são mais do que justificadas. Referência no mundo dos chocolates gourmets, a marca acerta em especial nas trufas do dia, as melhores da cidade. Nos sabores ao leite, amargo, branco, crocante e champanhe. Dispostas em charmosas embalagens para presente, saem bem mais caro. Com doze unidades, tem a caixa em formato de coração. Há extravagâncias ainda maiores. É o caso das pérolas de chocolate ao leite com café dispostas num vaso de vidro junto de uma colherzinha banhada a ouro.

      Veja SP

    • 2011 - Indicado

      Comidinhas chocolates Comer & Beber .

      Pouquíssimas lojas da cidade têm chocolates tão saborosos, oferecidos em embalagens de encher os olhos. O luxo não sai barato, mas, acredite, vale a pena. Uma das opções é a lata de 22 brigadeiros preparados com chocolate brasileiro de origem controlada, com base em cacau cultivado na Bahia. A mesma matéria-prima é usada nas pastilhas ao leite e amargas. Para tornar memorável qualquer chocolate quente caseiro, leve o conjunto de doze colheres cobertas de chocolate ao leite. Dá água na boca só de observar a guloseima derretendo em contato com o leite quente. Mais em conta, as trufas do dia aparecem nas versões branca, crocante e champanhe, entre outras.

      Veja SP

    • 2010 - Indicado

      Comidinhas chocolates Comer & Beber .

      Depois de ser eleita a melhor da categoria por nove anos consecutivos, a grife de Claudia e Patricia Landmann foi desbancada pela marca francesa Valrhona. Em suas refinadas lojas, continuam a brilhar bombons de alta qualidade, oferecidos em embalagens vistosas. Para presentear, opte pela latinha de pastilhas ao leite feitas com cacau cultivado no sul da Bahia. Outra opção é a pipoca caramelada banhada em chocolate. Quem não quer desembolsar tanto pode ficar nas trufas ao leite, crocante e champanhe, entre outras. Disponível no café das unidades do Shopping Cidade Jardim e da Haddock Lobo, o choco chaud é um cremoso chocolate quente, servido com uma colher coberta de chocolate ao leite ou meio amargo.

      Veja SP

    • 2009 - Vencedor

      Comidinhas chocolates Comer & Beber .

      Quais ingredientes fazem um chocolate campeão? Sem dúvida, a matéria-prima de qualidade e uma produção cuidadosa, de caráter artesanal, estão no topo da lista. Depois disso, o capricho na apresentação do produto é determinante para conquistar o público mais exigente. Pioneira no mercado dos bombons gourmet, a grife Chocolat du Jour, de Claudia e Patricia Landmann, comprova a importância dessas características ao abocanhar, pelo nono ano consecutivo, o troféu de melhor da categoria. Na opinião do júri - corroborada pelos cerca de 200 clientes que visitam as lojas diariamente -, não há chocolate mais apetitoso e atraente. Feito exclusivamente com cacau cultivado no sul da Bahia, o delicado quebra-cabeça chega a dar dó de comer. Na primeira mordida, porém, a pena cede lugar à gula. O mesmo acontece quando se prova a porção de amêndoas envoltas numa mistura de chocolate nacional e belga e polvilhadas com cacau, à venda num gracioso pote de vidro de 300 gramas com borda filetada a ouro.

      Veja SP

    • 2008 - Vencedor

      Comidinhas chocolates Comer & Beber .

      Nos últimos dois anos, uma dezena de novas chocolaterias finas se espalhou pela cidade. Embora o mercado ferva e se intensifiquem as ofertas, o endereço de Claudia Landmann continua triunfando repetidamente. Tanto que, pela oitava vez seguida, é eleita a melhor da categoria. Quem já provou as jóias de cacau da marca sabe da legitimidade dessa consagração. Desde 1987, quando deu início às atividades com a abertura da loja do Itaim, a mestre chocolatière dedica o mesmo zelo à fabricação artesanal de seus produtos. Nenhuma das misturas, à base de matéria-prima belga e brasileira, leva conservantes. As trufas expostas nas vitrines são feitas, como diz o nome da grife, no próprio dia. Há dez sabores, entre eles mel, maracujá, branco e amargo. Os bombons, esculpidos tal qual uma obra de arte, chamam atenção. Parece uma pequena embalagem de presente o Felicite, recheado de nougat e crocante. Ele vem na lata chamada First Class ao lado de outras 31 unidades variadas. Sucesso de vendas, o Choco Pop traz pipocas cobertas por chocolate ao leite. Em junho, a marca abriu uma quarta loja, no Shopping Cidade Jardim.

      Veja SP

    • 2007 - Vencedor

      Comidinhas chocolates Comer & Beber .

      A chocolateria de Claudia Landmann é mesmo um fenômeno. Eleita pela sétima vez, vem abocanhando o prêmio desde 2001 sem interrupção. A permanência no pódio é mais que justificada. Desde 1987, quando a marca nasceu, a mestre chocolatière exibe esmero na seleção da matéria-prima e preserva o caráter puramente artesanal da produção. As truffes du jour, que deram origem à grife, ainda são feitas uma a uma diariamente e continuam a brilhar. São cinco sabores de trufa (ao leite, branco, crocante, amargo e champanhe). Na linha de presentes, encanta a galinha dos ovos de ouro, armação de metal dourado recheada com 450 gramas de ovinhos. A unidade dos Jardins é a única com cafeteria. Lá se pode apreciar o choco chaud, chocolate quente que vem acompanhado de uma colherinha coberta de chocolate.

      Veja SP

    • 2006 - Vencedor

      Comidinhas chocolates Comer & Beber .

      Não à toa, as criações da mestre chocolatière Claudia Landmann são eleitas as melhores da cidade pelo sexto ano consecutivo. O capricho é tanto que as trufas de múltiplos sabores, feitas com uma mistura secreta de chocolates belgas e brasileiros sem conservantes, chegam às lojas fresquinhas todos os dias, saídas da fábrica no Itaim. São verdadeiros deslumbres os pontos-de-venda da marca, fartos em enfeites e embalagens douradas que lembram porta-jóias. Claro que não faltam bombons e outras guloseimas de dar água na boca. É o caso da chocopop, uma deliciosa pipoca doce coberta de chocolate. Na loja dos Jardins, reinaugurada em março depois de uma reforma, há um pequeno café. Peça o ótimo expresso ou o choco chaud, chocolate quente acompanhado de uma colher feita de chocolate.

      Veja SP

    Comentários
    Deixe um comentário

    Olá, ( log out )

    * A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

    w

    Conectando a %s