Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Chocolat du Jour – Cerqueira César

(Desde 1987)

Tipos de Comidinhas: Chocolates

VejaSP:

Endereço: Rua Haddock Lobo, 1421 - Pateo Jardins - Cerqueira César - São Paulo - SP ver no mapa

Telefone: (11) 31682720

Site: chocolatdujour.com.br

Horário:

segunda-feira 10:00 - 20:00

terça-feira 10:00 - 20:00

quarta-feira 10:00 - 20:00

quinta-feira 10:00 - 20:00

sexta-feira 10:00 - 20:00

sábado 10:00 - 20:00

domingo 10:00 - 18:00

Informações adicionais: Entrega em domicílio, Lugares/Capacidade total (15)

Resenha por Gabriela Del' Moro e Saulo Yassuda

O nome pode até ser francês, mas a Chocolat du Jour é brasileiríssima. As barras, brilhosas e sem imperfeições, são elaboradas na fábrica, no Alto da Lapa, com cacau vindo de uma fazenda própria de Pratigi, no sul da Bahia. Depois de prontas, ganham embalagens em papel com traço do artista mineiro Henry Vitor — as ilustrações representam o processo de produção artesanal do doce e paisagens nacionais. O tablete com 70% de teor de cacau (R$ 29,50, 80 gramas) tem toque frutado e atraente acidez. A versão ao leite (R$ 29,50, 80 gramas) não exagera no açúcar. Uma nova linha de barras, mais incrementadas de ingredientes, passou a integrar as vitrines. A euforia (R$ 29,50, 80 gramas) é um cremoso e aromático chocolate branco misturado a pedacinhos de pistache. Outra atração da grife, que mantém quatro lojas na cidade, é a seleção de trufas. Entre as muitas pedidas, vale provar a recheada de cereja ao marasquino e envolta em casquinha fina de chocolate ao leite (R$ 129,00 a caixa de dez), de jeitão vintage. Promete abrir, em novembro, mais um endereço (Rua Barbalha, 108), dessa vez em frente à fábrica.

Informações checadas entre agosto e outubro de 2021.

    O nome pode até ser francês, mas a Chocolat du Jour é brasileiríssima. As barras, brilhosas e sem imperfeições, são elaboradas na fábrica, no Alto da Lapa, com cacau vindo de uma fazenda própria de Pratigi, no sul da Bahia. Depois de prontas, ganham embalagens em papel com traço do artista mineiro Henry Vitor — as ilustrações representam o processo de produção artesanal do doce e paisagens nacionais. O tablete com 70% de teor de cacau (R$ 29,50, 80 gramas) tem toque frutado e atraente acidez. A versão ao leite (R$ 29,50, 80 gramas) não exagera no açúcar. Uma nova linha de barras, mais incrementadas de ingredientes, passou a integrar as vitrines. A euforia (R$ 29,50, 80 gramas) é um cremoso e aromático chocolate branco misturado a pedacinhos de pistache. Outra atração da grife, que mantém quatro lojas na cidade, é a seleção de trufas. Entre as muitas pedidas, vale provar a recheada de cereja ao marasquino e envolta em casquinha fina de chocolate ao leite (R$ 129,00 a caixa de dez), de jeitão vintage. Promete abrir, em novembro, mais um endereço (Rua Barbalha, 108), dessa vez em frente à fábrica.

    Informações checadas entre agosto e outubro de 2021.