Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Paula Burlamaqui deve receber mais de 17 milhões do Yahoo!

Empresa não tirou do ar filmagens fora de contexto que ligavam atriz ao uso de drogas

Por Redação VEJA São Paulo 11 ago 2020, 14h56

A atriz Paula Burlamaqui deve receber uma indenização de 17,9 milhões de reais da empresa que opera o site de buscas Yahoo! Brasil. A companhia tem dez dias para pagar o valor para a artista por determinação da Justiça do Rio de Janeiro.

A ação ocorre por conta da não remoção de um conteúdo do site que, segundo a coluna de Ancelgo Gois do O Globo, mostravam cenas da atriz em um filme para insinuar que ela estaria drogada. A decisão da 46º Vara Cível carioca leva em conta que o Yahoo não retirou de sua ferramenta de buscas páginas que mostravam as cenas do longa-metragem Procuradas, de 2004, tiradas de contexto.

Os advogados de Paula afirmaram para a Justiça que “a montagem faz crer que a apelante [Paula], tendo sido chamada de ‘vadia’, tem um surto psicótico e, aos gritos, arranca suas próprias roupas, como uma louca desvairada”. Afirmam também que as postagens afetaram contratações da atriz para campanhas publicitárias, “que exigem que o artista não esteja envolvido em situações polêmicas”.

Procurada por VEJA São Paulo, a Verizon, que opera o Yahoo!, disse que “não tem nenhuma manifestação a fazer sobre o caso”. 

 

Continua após a publicidade

Publicidade