Clique e assine por apenas 6,90/mês

De 1638, pintura de Nicolas Poussin é um dos tesouros do Masp

Obra foi restaurada em 2009 por uma equipe do Louvre em parceria com o museu de São Paulo 

Por Julia Flamingo - Atualizado em 11 Jan 2017, 11h53 - Publicado em 28 Oct 2016, 23h00

Assinada pelo francês Nicolas Poussin (1594-1665), a tela Himeneu Travestido Assistindo a uma Dança em Honra a Príapo passou a integrar o acervo do Masp em 1958 e virou um dos grandes tesouros do local. Produzida entre os anos 1634 e 1638, foi restaurada em 2009 por uma equipe do Louvre em parceria com profissionais do museu paulistano. Foram necessários oito meses para que a pintura, de 3,72 metros de largura, tivesse suas fissuras reparadas e as cores originais recuperadas com a ajuda de um tratamento químico.

+ No Masp, encontro gratuito discute acervo do museu

Para orientarem o trabalho, os técnicos fizeram dezenas de imagens em raio X da tela. O processo revelou um fato curioso: o falo da estátua de Príapo havia sido encoberto. Esse repinte de pudor, acredita-se, ocorreu no século XVIII. Pela primeira vez, desde que foi adquirido, o quadro saiu do prédio na Avenida Paulista. Ele está exposto na Pinakotheke Cultural, no Rio de Janeiro, onde fica até novembro.

Publicidade