Clique e assine por apenas 6,90/mês

Morre o locutor de rodeios Asa Branca

Ele estava internado desde 25 de janeiro

Por Mônica Santos - Atualizado em 4 fev 2020, 15h49 - Publicado em 4 fev 2020, 15h11

O locutor Asa Branca (1962-2020) morreu nesta terça (4), aos 57 anos, no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo, onde estava internado desde o dia 25 de janeiro. A informação foi confirmada em suas redes sociais por familiares. Personagem importante da história dos rodeios no país, ele foi diagnosticado com câncer de boca em 2017. Além disso, era portador do vírus HIV, que foi descoberto em 2007. 

Nascido Waldemar Ruy dos Santos, Asa Branca viveu o auge do sucesso de sua carreira nos anos 90, quando faturava 300 000 reais por mês e rivalizava em popularidade com as estrelas da música sertaneja. À época, chegou a figurar nas novelas Mulheres de Areia (1993) e O Reido Gado (1996), ambas da Globo.

Em outubro de 2015, quando já estava afastado dos holofotes e vivia em Bertioga, no Litoral Norte de São Paulo, Asa Branca recebeu a equipe de reportagem de VEJA SÃO PAULO, contando todos os altos e baixos de sua trajetória. “Sou um cara que nasceu na roça e, de repente, começou a ter dinheiro no bolso e a namorar celebridades. Não aguentei o tranco e me deslumbrei”, admitiu à época. Clique aqui para conferir a matéria completa.

View this post on Instagram

@sandra_asa_branca @haroldo1914

A post shared by Ruy Asa Branca (@asabrancaoficial) on

Continua após a publicidade
Publicidade