Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Harry e Meghan perdem títulos reais

Casal decidiu não retornar à família real; informação foi confirmada pelo Palácio de Buckingham, que disse estar triste com a decisão

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 19 fev 2021, 10h51 - Publicado em 19 fev 2021, 10h42

Harry e Meghan não vão retornar às suas funções reais, informou o Palácio de Buckingham nesta sexta-feira (19). Harry também irá abrir mão de seus títulos militares honorários. “Embora todos estejam tristes por sua decisão, o duque e a duquesa continuam sendo membros muito queridos da família”, informa o comunicado oficial.

A decisão foi tomada pelo casal em março do ano passado e a situação seria revista um ano depois. Eles mantiveram a decisão e vão deixar de usar o título de Sua Alteza Real. Os títulos de Harry, como o de capitão-geral, também serão revertidos pela rainha Elizabeth II antes de ser distribuídos a outros membros da família.

Um porta-voz do casal disse em um comunicado que “conforme evidenciado por seu trabalho durante o ano passado, o duque e a duquesa de Sussex continuam comprometidos com seu dever e serviço ao Reino Unido e ao redor do mundo, e ofereceram seu apoio contínuo a organizações que eles representaram independentemente de seu papel oficial. Todos nós podemos viver uma vida de serviço. O serviço é universal”.

Os dois darão uma entrevista à Oprah, a primeira grande aparição após a renúncia dos cargos da nobreza britânica. Com duração de 90 minutos, o programa está marcado para ir ao ar no dia 7 de março. 

Harry e Meghan anunciaram a gravidez de seu segundo filho há poucos dias. O casal, que vive atualmente na Califórnia, nos Estados Unidos, já é pai de Archie Harrison Mountbatten-Windsor, nascido em maio de 2019.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade