Clique e assine por apenas 6,90/mês

Guerras do século XX inspiram pinturas de Dora Longo Bahia

A série de 80 obras foi inspirada no conjunto de gravuras, feito por de Goya, no século XIX

Por Tatiane de Assis - 8 dez 2017, 19h29

No século XIX, Francisco de Goya (1746-1828) produziu a série de gravuras Os Desastres da Guerra. Dois séculos depois, a artista brasileira Dora Longo Bahia se inspirou no mestre espanhol e fez um conjunto de 80 pinturas, exibido na Pinacoteca até 5 de março de 2018.

As obras de Dora, assim como as de Goya, falam de conflitos armados. A paulistana, por sua vez, se inspirou em confrontos ocorridos principalmente no século XX, como as 1ª e 2ª Guerras Mundiais e a Guerra Civil Espanhola.

 

Quatro das 80 pinturas que fazem parte da série feita por Dora Longo Bahia Edouard Fraipont/Divulgação

Uma das obras mais impactantes é aquele em que a artista revisita o embate entre Estados Unidos e Vietnã. Nessa, ela reinterpreta a foto clássica em que  uma garota corre desesperada depois de um bombardeio de Napalm em seu vilarejo.

Continua após a publicidade

A mostra Os Desastres da Guerra, de  Dora Longo Bahia, está instalada em uma das salas expositivas do segundo andar da Pinacoteca de São Paulo. A entrada é gratuita durante o mês de dezembro. A partir de janeiro de 2018, o ingresso volta ao valor normal de R$ 6,00.

 

As pinturas foram distribuídas de forma linear pelo espaço expositivo Edouard Fraipont/Divulgação
Publicidade