Destaques do fim de semana: Sesc 24 de Maio e Estação Pinacoteca

Em frente à Galeria do Rock, o Sesc 24 de Maio abre neste sábado (19); exposição Álbum, de Mauro Restiffe, também é imperdível

Finalmente chegou a tão esperada inauguração do Sesc 24 de Maio. Localizado no centro histórico da capital – em frente à Galeria do Rock e a poucos metros do Teatro Municipal – o prédio projetado por ninguém menos do que Paulo Mendes da Rocha terá suas portas abertas no sábado (19) com uma programação especial e gratuita.

Não muito longe dali, a Estação Pinacoteca recebe uma das melhores mostras em cartaz da cidade: Álbum, do fotógrafo paulista Mauro Restiffe. Quem preferir um passeio que una cultura à natureza pode, ainda, optar pela Casa de Vidro. Localizada no Morumbi, a bela casa-museu projetada por Lina Bo Bardi recebe uma exposição de pedras portuguesas. Confira mais detalhes das indicações para o final de semana:

Novo Sesc: projeto do arquiteto Paulo Mendes da Rocha

Novo Sesc: projeto do arquiteto Paulo Mendes da Rocha (Rogerio Albuquerque/Veja SP)

Sesc 24 de Maio

Bermuda, espreguiçadeira e banho de sol. A vista? Um panorama da selva de pedra paulistana que vai do prédio do Banespa ao Templo de Salomão. É esse o cenário que se descortina da piscina de 25 metros no 13° andar do Sesc 24 de Maio, em frente à Galeria do Rock, que tem inauguração marcada para sábado (19). A programação especial de abertura durante todo o final de semana conta com leitura dramática de Fernanda Montenegro, show de Martinho da Vila e dança do Balé da Cidade. Leia aqui a matéria na íntegra sobre o novo Sesc.

Arquivo de Mauro Restiffe: montagem de mostra inédita

Arquivo de Mauro Restiffe: montagem de mostra inédita (Mauro Restiffe/Veja SP)

Mauro Restiffe, na Estação Pinacoteca

Desde o início de sua carreira, no fim dos anos 80, Mauro Restiffe nunca largou a câmera analógica. Cliques em preto e branco também sempre foram sua preferência. Na exposição Álbum, o artista  – junto ao curador Rodrigo Moura – escolheu 140 imagens do seu arquivo pessoal que nunca foram apresentadas ao público. A dupla selecionou ainda 25 pinturas do acervo da Pinacoteca e do Masp para integrar a mostra. O resultado? Uma exposição avaliada com quatro estrelas – uma das melhores em cartaz na cidade.

Casa de Vidro: objetos feitos com pedras portuguesas

Casa de Vidro: objetos feitos com pedras portuguesas (Fernando Laszlo/Veja SP)

Projeto Primeira Pedra, na Casa de Vidro

Suspensa em meio à floresta no Morumbi, a Casa de Vidro, da arquiteta ítalo-brasileira Lina Bo Bardi (1914-1992), é, por si só, uma obra monumental. Mas há mais um motivo para programar uma visita por lá: até o fim do mês, o projeto Primeira Pedra convida designers a usar pedras portuguesas para criar peças de uso doméstico.

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s