Clique e assine por apenas 5,90/mês

Espetáculo milionário da Turma da Mônica estreia no sábado (7)

Produção circense tem investimento de 4,2 milhões de reais e conta com participação do humorista Dedé Santana

Por Gabriela Santos - Atualizado em 14 fev 2020, 16h01 - Publicado em 6 jul 2018, 06h00

Figurinhas poderosas do showbiz, Mônica, Cebolinha, Magali e Cascão estão prestes a subir ao palco com o espetáculo mais grandioso já realizado pela Mauricio de Sousa Produções. Neste sábado 7, começa a temporada paulistana de Circo Turma da Mônica — O Primeiro Circo do Novo Mundo, superprodução que teve investimento de 4,2 milhões de reais e seguirá em turnê para outras dez cidades, entre elas Belém e Porto Alegre.

Em cena, 21 artistas desfilam mais de noventa figurinos e dão colorido a um picadeiro de peso: são 3,5 toneladas de equipamento na cenografia. As colaborações especiais incluem o humorista trapalhão Dedé Santana, mestre de cerimônias das sessões, e o palhaço Rodrigo Robleño, que integrou por quatro anos o elenco do Cirque du Soleil.

“Achei que fosse um trote quando o Mauro, filho do Mauricio de Sousa, me chamou e fez o convite”, lembra Robleño, sem esconder a emoção de quem é fã dos gibis da turminha do Limoeiro. A inspiração para a temática circense veio da infância do próprio Mauricio de Sousa, hoje com 82 anos. “Já fui bilheteiro, meu pai era clown, ajudava os palhaços, nós temos o circo nas veias”, conta Mauricio.

Envolvido diretamente com a produção há oito meses, Mauro de Sousa (o Nimbus dos quadrinhos) tem um cuidado especial com os atores que interpretam os personagens principais. “O treinamento deles dura no mínimo três meses, para preservar o encanto”, diz o diretor-geral. Completam a magia efeitos especiais com telão de LED e momentos de interação com o público mirim e adulto.

Continua após a publicidade
Publicidade