Continua após publicidade

Carlos Alberto de Nóbrega revela depressão na quarentena

Ele quase voltou a trabalhar, mas foi impedido quando Eliana foi diagnosticada com a Covid-19

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 25 jul 2020, 14h02 - Publicado em 25 jul 2020, 13h58

Carlos Alberto de Nóbrega participou do programa Conversa com Bial na última sexta-feira (24) e revelou que teve um quadro de depressão devido ao período de isolamento social.

O humorista está afastado das gravações de A Praça É Nossa e disse que acreditava que a quarentena duraria pouco mais de um mês. Quando se deu conta da situação, porém, começou a desenvolver o quadro depressivo.

“A ordem do Silvio [Santos] foi que eu, ele e o Raul Gil só voltássemos quando tivesse a vacina. Então, eu comecei a ficar muito deprimido, com depressão, que é uma coisa que eu não sou, pois sou um cara alegre, pra frente e que acha que tudo vai dar certo”, disse ele.

Em uma visita ao estúdio, as coisas pioraram. “Quando eu cheguei lá na televisão e vi aquilo vazio, cara, eu comecei a chorar dentro do carro, e chorei muito, mas muito mesmo. Foi aí que fiquei mal, pois aquilo é a minha vida, sabe? Eu vi o SBT crescer lá na [rodovia] Anhanguera”.

Continua após a publicidade

Carlos Alberto contou ainda que chegou a implorar para voltar a gravar, mas tudo mudou quando Eliana foi diagnosticada com a Covid-19. “Eu falei: ‘Pelo amor de Deus, me deixa voltar que preciso trabalhar’. O Silvio até aceitou impondo algumas condições. ‘Pode gravar, mas você vai gravar fora do estúdio’, ele me falou. Só que dois dias depois a Eliana pegou o vírus. Ou seja, esquece”, finalizou.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.