Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Assessor de Leonardo morre após tiro acidental em fazenda do cantor

Nilton Rodrigues, conhecido como Passim, era muito próximo do cantor e cuidava também da carreira de Zé Felipe

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 5 mar 2021, 10h39 - Publicado em 5 mar 2021, 10h32

Passim, apelido e Milton Rodrigues, assessor de Leonardo, morreu na quinta-feira (4) após um disparo acidental na fazenda do cantor na cidade de Jussara, em Goiás. Muito próximo de Leonardo, Passim era considerado membro da família.

O profissional que atuava na música há 30 anos também cuidava da carreira de Zé Felipe, filho de Leonardo. O filho de Passim, Hugo Rodrigues, lamentou a perda do pai em postagem nas redes sociais.

“Estou postando essa música aqui para o meu pai, que era a que ele mais gostava de ouvir e cantar. Sempre quando estávamos juntos tomando uma ele pedia ‘coloca aquela meu filho’, e sempre era essa. Deixo essa linda lembrança de você aqui, papai. Te amo”. 

Poliana Rocha, esposa de Leonardo, também falou sobre a morte de Passim. “Fazia sim, com muito amor, questão de comemorar seu aniversário, sua vida. Sabe por quê? Porque você sempre será uma das pessoas mais importantes e amadas por mim e por minha família. Com você, a vida era leve, o riso era fácil, o sono mais tranquilo, a comida sempre quentinha, a proteção diária, a amizade leal e verdadeira, o companheirismo constante… Enfim, perto de você, tudo era mais leve.”

View this post on Instagram

A post shared by Poliana Rocha (@poliana)

As circunstâncias do acidente estão sendo investigadas pela Polícia Civil.

Continua após a publicidade
Publicidade