Clique e assine por apenas 6,90/mês

Sodiê planeja abrir primeira loja de salgados em São Paulo

Plano de levar a marca para os Estados Unidos ficou para o fim do ano que vem

Por Gabrielli Menezes - Atualizado em 28 set 2017, 12h18 - Publicado em 28 set 2017, 12h15

No primeiro semestre, a rede Sodiê investiu 4 milhões de reais em seu novo projeto: uma fábrica de salgados em Boituva, no interior do estado. A indústria tinha como função inicial abastecer as casas da Sodiê Doces pelo país, padronizando os produtos salgados assim como já fazia com as sobremesas. Cleusa Maria da Silva, fundadora e administradora dos negócios, no entanto, aproveitou a oportunidade para criar um novo braço da empresa: a Sodiê Salgados.

A primeira unidade deve ser própria e inaugurada em fevereiro de 2018. O endereço ficará em São Paulo, no Tatuapé ou no centro. A loja contará com trinta variedades de petiscos e também entrará em esquema de franquia, custando 250 000 reais.

Os planos acabaram atrasando a perspectiva de expansão da empresa para o exterior – a previsão passou de março deste ano para o fim do ano que vem. Em entrevista concedida a VEJA SÃO PAULO em setembro de 2016, Cleusa afirmou que o primeiro ponto próprio fora do Brasil seria nos Estados Unidos, em Miami ou Orlando. Independentemente da cidade, a ideia é que 30% das receitas sejam pensadas de acordo com os hábitos locais.

A Sodiê surgiu em 1997 no município de Salto, no interior, por iniciativa de Cleusa, ex-boia-fria. A empresa prosperou e conta hoje com mais de 290 endereços, entre lojas próprias e franquias, sendo 79 deles aqui na capital. Com esses números, tornou-se também a maior do mercado no país, com faturamento estimado em mais de 200 milhões de reais em 2016.

Publicidade