Clique e assine por apenas 6,90/mês

“Caneta azul” vira tema de hambúrguer e bolo em lanchonete de Sorocaba

Surpreendentes, criações inspiradas em meme são vendidas na Mimi Pink Doceria e Burgers

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 14 Feb 2020, 15h52 - Publicado em 5 Nov 2019, 18h53

Visto até o momento dessa reportagem por 16 milhões de pessoas, o vídeo do vigilante Manoel Gomes cantando a música Caneta Azul, de sua autoria, virou meme e caiu na boca de muita gente por aí. Além de ter conquistado famosos como Wesley Safadão, Pablo do Arrocha e Alok, o hit também foi homenageado de uma forma mais inusitada: por meio de um hambúrguer e de um bolo.

A façanha, que não foi testada pela equipe de gastronomia de VEJA SÃO PAULO, é de Estevão Alexandre Milani e de sua esposa, Miriele Milani. Dois anos à frente de uma lanchonete em Sorocaba, a Mimi Pink Doceria e Burgers, a dupla resolveu aproveitar o sucesso virtual da canção para lançar pedidas inspiradas na letra.

Uma delas é um hambúrguer de frango, moído e moldado no próprio estabelecimento, tingido de azul com corante. A mesma artimanha é usada para colorir o molho de ervas e o pão, cuja produção é terceirizada. Completam o sanduíche mussarela, fatias de bacon e…. uma caneta azul (25 reais).

“Em outubro, criamos um hambúrguer rosa em prol do Outubro Rosa. Em novembro, faríamos uma homenagem ao Novembro Azul, mas como postamos o bolo sobre o meme nas redes sociais e o engajamento foi muito grande, resolvi trocar o enfeite da campanha por uma caneta”, explica Estevão, que colocou a criação no cardápio na última sexta (1º). “Estou bem surpreso com o tanto de ligação e mensagem que estou recebendo. No fim de semana, vendemos cerca de 100 hambúrgueres”.

Continua após a publicidade

Embora o bolo decorado com canetas tenha rendido muitas curtidas online, até agora ninguém pagou pela brincadeira. A venda é feita somente por encomenda por 60 reais o quilo.

Confira o vídeo de Caneta Azul:

Publicidade