Clique e assine por apenas 6,90/mês

Rede de churrascarias Fogo de Chão é vendida a grupo americano

O acordo foi anunciado nesta terça (20) e deve ser concluído no segundo trimestre

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 20 Feb 2018, 20h42 - Publicado em 20 Feb 2018, 20h21

A rede de churrascarias Fogo de Chão, avaliada em 560 milhões de dólares, foi comprada pela empresa americana de investimentos Rhône Capital. O acordo foi anunciado nesta terça (20).

A história da Fogo de Chão começa em 1979 em Porto Alegre, quando era um simplíssimo espeto corrido e foi foi adquirida pelos irmãos Jair e Arri Coser.

No início de 1986, a dupla inaugurou a primeira filial paulistana em Moema. Um ano depois, montaram a de Santo Amaro. Atualmente, são cinco unidades na capital, incluindo Vila Olímpia, Shopping Center Norte e Cerqueira César. Ao longo de mais de duas décadas da edição VEJA COMER & BEBER, a Fogo de Chão faturou doze vezes o título de melhor de sua categoria, a última delas em 2015.

Quatro anos antes, a rede foi vendida pelos irmãos Coser à gestora de investimentos GP, que já era sócia com 35% de participação.

Continua após a publicidade

Atualmente, a cadeia de restaurantes se tornou americana e tem administração nos Estados Unidos, onde possui 38 unidades. No Brasil, são nove endereços, cinco deles em São Paulo. Há ainda duas joint-ventures no México e outras duas no Oriente Médio.

(Com informações da Reuters)

Publicidade