Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Cliente diz que localização de restaurante é “precária” e chef responde

Caso foi exposto nas redes sociais por Rodrigo Oliveira, do Mocotó, que fica na Vila Medeiros, Zona Norte

Por Saulo Yassuda Atualizado em 23 jun 2022, 03h54 - Publicado em 19 jun 2022, 19h07

O chef Rodrigo Oliveira, anfitrião do restaurante Mocotó, causou um rebuliço em suas redes sociais na tarde deste domingo (19). Ele compartilhou o comentário de uma nova cliente do estabelecimento que se dizia decepcionada pela localização “tão perigosa e precária” do lugar.

O endereço de culinária nordestina é um ponto tradicional na Vila Medeiros, bairro em um dos extremos da Zona Norte, não muito longe de Guarulhos. Costuma atrair gente de todos os cantos da cidade — e até do exterior — para apreciar receitas como os dadinhos de tapioca, invenção do próprio chef que foi copiada capital afora, e o baião de dois. Oliveira ainda é responsável pelo Balaio IMS, no Instituto Moreira Salles, na Avenida Paulista, e pelo Caboco, em Los Angeles.

Ambiente do restaurante Mocotó
Mocotó: sucesso na ZN Ligia Skowronski/Veja SP

A mulher que fez a crítica, identificada como Sandra, não tinha foto no perfil e teve o sobrenome ocultado pelo chef. A mensagem foi exibida na íntegra. Diz que “resolvemos ir até seu restaurante qual foi nossa surpresa e decepção em[SIC] localização tão perigosa e precária que vocês se localizam” e que o grupo de dezesseis pessoas ficou com “muito medo do local”. “Nunca imaginaria que você tão famoso ficaria num bairro assim”. A reclamante afirma morar no Tatuapé, bairro da Zona Leste, e torcer para Oliveira “abrir um restaurante aqui neste bairro maravilhoso”.

View this post on Instagram

A post shared by rodrigomocoto (@rodrigomocoto)

O chef respondeu em postagem aos seguidores, mas direcionada a Sandra, que “justamente por existir gente que ainda pensa como você que continuamos morando e empreendendo na Vila Medeiros”. “Assim, quem sabe, um dia nosso bairro vai estar (ainda mais!) cheio de negócios de sucesso e de oportunidades pras pessoas que vivem aqui.” O post de Oliveira vinha acompanhado da música “I Love Quebrada”, de Emicida, rapper que também cresceu na Zona Norte.

“Fiquei incrédulo, quase achando graça daquele texto”, disse o chef à Vejinha sobre a primeira reação ao ler a mensagem. “Mas quando decidi responder publicamente, aí fiquei muito mal. Ano que vem já serão trinta anos meus no Mocotó e cinquenta de restaurante, não esperava ouvir isso a essa altura.”

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)