Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Marcel Miwa – Sede de Vinho Por Blog Tudo sobre vinhos: sugestões de harmonização, rótulos, uvas, safras, guias de compras e outras dicas do expert Marcel Miwa.

Vinho da Semana: Aylin Pinot Noir 2011

Já que o calor resolveu dar uma trégua nos últimos dias, podemos voltar a cogitar os tintos à mesa. Não quero dizer que é impossível desfrutá-los em um dia de calor, mas a atenção na seleção do rótulo e temperatura de serviço devem ser redobrados. Excessos de concentração e madeira ou temperatura da bebida acima […]

Por VEJA SP Atualizado em 26 fev 2017, 22h42 - Publicado em 21 fev 2014, 19h37

vinho1

Já que o calor resolveu dar uma trégua nos últimos dias, podemos voltar a cogitar os tintos à mesa. Não quero dizer que é impossível desfrutá-los em um dia de calor, mas a atenção na seleção do rótulo e temperatura de serviço devem ser redobrados. Excessos de concentração e madeira ou temperatura da bebida acima dos 18°C podem arruinar o prazer de se beber um vinho tinto.

Por esta razão o vinho da semana é um tinto delicado, fácil de se beber e que pode ser refrescado sem maiores penalidades (normalmente tintos parecem mais tânicos e menos aromáticos quando resfriados). O Aylin Pinot Noir 2011 (R$ 57,00, na Premium Wines, 11-2574-8303) é produzido pela pequena vinícola La Viña, mais conhecida como Polkura, um projeto de dois amigos e enólogos chilenos, Sven Bruchfeld (sim, nascido no Chile) e Gonzalo Muñoz.
Embora a sede da vinícola esteja no vale de Colchagua, cerca de 150 quilômetros a sul da capital chilena, os vinhedos que dão origem a este vinho estão no vale de San Antonio, 100 quilômetros a oeste de Santiago, muito próximo à costa Pacífica. Sven, antes de partir para este projeto familiar, trabalhou como enólogo na gigante Viña Santa Carolina. Isso permitiu conhecer vinhedos com bom potencial qualitativo por diversas regiões do país, como no caso de San Antonio.

Este vale, junto com outras regiões costeiras do Chile estão sendo cultuadas pelos especialistas, por terem clima frio (diferentemente de nós, lá o litoral é sinônimo de clima frio), propício para a produção de vinhos brancos frescos e tintos elegantes. A temperatura média anual de San Antonio é de apenas 13,5°C, condição que seria impossível amadurecer variedades que pedem mais calor, como a cabernet sauvignon ou a carmenère.
O Aylin Pinot Noir possui visual bem clarinho, típico dos vinhos feitos com a pinot noir, casta que alcança sua expressão máxima na Borgonha. Seu aroma é de frutas vermelhas ácidas, como morango e framboesa e no final um sabor que lembra bala toffee, resultado do estágio em barricas de carvalho frânces. Não estranhe se encontrar um sabor levemente salgado, muitos creditam este sabor à maresia que atinge as encostas do vale de San Antonio, e pode ser considerado um “plus” para a sensação de sapidez.

vinho2

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)