Imagem Blog

Pop! Pop! Pop!

Por Blog
Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais
Continua após publicidade

Recém-formado é surpreendido por presente “sincerão” dos amigos

O jovem encarou o agrado como uma brincadeira e também como um incentivo, já que pretende seguir a carreira acadêmica

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 30 jan 2018, 19h19 - Publicado em 30 jan 2018, 19h16

O estudante David Sousa Oliveira, de 22 anos de idade, foi surpreendido por um presente pra lá de “sincerão” dos melhores amigos ao se formar no curso de direito, na quinta (25). O jovem,encarou o agrado como uma brincadeira e também como um incentivo, já que pretende seguir a carreira acadêmica. A “lembrança”? Uma placa com um recado: “Parabéns, David! Mas lembre-se: doutor é quem tem doutorado!“.

Segundo o G1, David foi aprovado na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) antes de terminar o curso e conquistar uma decisão judicial inédita no Tocantins, ainda como o estudante. O rapaz garante que não faz questão de ser chamado de doutor até realmente fazer um doutorado: “Não faço questão, acho que o fato de você chamar alguém de doutor afasta um pouco as pessoas. Prefiro que me chamem pelo nome. Porque sou igual a todo mundo. Nem se tiver doutorado vou fazer questão“, disse.

Recém-formado na Universidade do Tocantins, David pretende advogar e se especializar para trabalhar como professor no futuro. Em 2017, o então estudante conseguiu ajudar o amigo Felipe de Almeida Pinheiro a mudar o nome feminino para o masculino, a primeira decisão do tipo no estado. O processo, inclusive, serviu de inspiração para o trabalho de conclusão de curso do bacharel em direito. “Quando fui escolher o curso, escolhi meio com medo porque a gente não sabe direito o que quer da vida. A gente dá um tiro no escuro, mas no meio do curso vi que não me vejo fazendo outra coisa. E como a minha intenção é trabalhar com pessoas, eu quero mantê-las por perto e não longe“.

Continua após a publicidade

Dê sua opinião: E você, o que achou da história de David? Deixe seu comentário e aproveite para curtir a nossa fanpage no Facebook!

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.